Foto: Reprodução/Canal Doutor Ajuda
Foto: Reprodução/Canal Doutor Ajuda

Rugas e botox

Neste episódio a médica cirurgiã plástica, Rita Narikawa, fala sobre rugas e botox

SalvarSalvar imagem

A nossa face é composta por mais de 20 músculos, e muitos deles são responsáveis pelas expressões faciais, quando eles se contraem apresentam diversas emoções. Com o envelhecimento, eles vão criando "memórias" e marcando a pele, causando rugas estáticas. As rugas mais comuns são os pés de galinha, o “código de barras”, que são as rugas acima dos lábios, as linhas na testa e entre as sobrancelhas. 

Mais do que um problema estético, as rugas mudam o rosto das pessoas e provoca um esforço negativo no real estado emocional, de tristeza, cansaço e impactando diretamente na autoestima e na qualidade de vida delas.

Um dos tratamentos é a aplicação da toxina botulínica, o botox, que tem como função paralisar parcialmente o músculo. No caso das rugas, o objetivo é aplicar exatamente no músculo que fica contraído e que causa o surgimento da ruga, para que ele fique enfraquecido, resultando em uma expressão mais relaxada para o paciente.

Um uso muito comum da toxina é para a prevenção, a aplicação é feita em pacientes mais jovens, antes do aparecimento das marcas para evitar as chamadas linhas de expressão. O efeito da toxina pode ser percebido a partir de três dias da sua aplicação e dura em torno de quatro a seis meses.

Nos casos em que a aplicação é feita no músculo errado ou que em uma quantidade excessiva, pode haver consequências como uma boca torta, um sorriso estranho ou até mesmo uma pálpebra caída dificultando a visão do paciente.

Por isso, se você possui interesse em realizar esse procedimento, é importante que procure um cirurgião plástico ou um dermatologista especializado.

Para mais informações, assista ao vídeo no canal Doutor Ajuda.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.