Paciente com câncer - Foto: Freepik
Paciente com câncer - Foto: Freepik

Psico-oncologia é aliada no tratamento de pacientes com câncer

Capacitação médica em psico-oncologia chega em Salvador (BA) e Maringá (PR), a partir de julho


A psico-oncologia é o tratamento dos aspectos emocionais de pacientes com câncer e pode ser uma forte aliada na luta contra a doença. O profissional capacitado nesta área conhece as fases da evolução do câncer e, por isso, podem ajudar o paciente a enfrentar a doença, não só no aspecto psicológico, mas também nos âmbitos familiar, social e médico-hospitalar.

Segundo a psico-oncologista Ana Rosa Ramos, o acompanhamento psico-oncológico pode ser primordial na escolha do paciente em seguir com o tratamento contra o câncer.

“O paciente que tem o diagnóstico de câncer pode decidir que não quer fazer um tratamento. Por exemplo, um câncer de intestino. A pessoa tem que tirar um pedaço do intestino e os médicos vão reconstituí-lo do lado de fora da barriga. O paciente pode dizer: eu não quero isso. Então, o psicólogo vai ajudá-lo a compreender essas fases difíceis, vai mostrar o pró e o contra do porquê podemos tirar esse câncer e como ter uma vida normal.”

A psicóloga Gescielly Tadei destaca a importância dos familiares do paciente com câncer também terem um acompanhamento psicológico.

“Esse paciente [com câncer] é filho de alguém, é marido de alguém, é pai de alguém, é mãe de alguém. Então, se não lidarmos com quem está ao redor dessa pessoa, não conseguimos fazer uma boa rede de apoio. E o que é essa rede de apoio? É auxiliar essa pessoa a entender o que é essa nova normalidade que a vida dela enfrenta. Então, a família pode ser tanto uma grande aliada para o tratamento quanto pode atrapalhar.”

CÂNCER: Exame de mama deve ser realizado a partir dos 40 anos, recomenda SBM

CÂNCER: Governo gastou cerca de R$ 3,5 bi no tratamento de pacientes oncológicos acima de 30 anos

Capacitação em psico-oncologia

Para capacitar profissionais de saúde brasileiros no que há de mais avançado na área, a doutora Ana Rosa Ramos veio da Itália ao Brasil para ministrar um curso de capacitação médica em psico-oncologia.

A novidade, que já passou pelo Rio de Janeiro em junho, chega em Salvador (BA), nos dias 2 e 3 de julho, no Instituto de Gestalt-Terapia da Bahia (IGTBA), e em Maringá (PR), nos dias 4, 5, 6 e 7 de julho, no La Vie Espaço Psicológico.

“Vamos dar entrevista, consulta, supervisão, palestra e formação”, destaca a doutora Ana Rosa.

Podem participar os profissionais que lidam direta ou indiretamente com pacientes com câncer e seus familiares, como médicos, psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas, além de estudantes do último ano de graduação das referidas áreas.

“Os alunos vão aprender a olhar e a sentir um pouco mais de humanidade frente àquela pessoa que recebe um diagnóstico de uma doença grave, como o câncer em sua terminalidade. E ele vai aprender também algumas formas de manejo de como lidar com esse paciente, com essa família e com esse público”, esclarece a psicóloga Gescielly Tadei.

A inscrição em Salvador pode ser feita pelo site do IGTBA. Em Maringá, a inscrição pode ser feita pelo telefone da La Vie (44) 99990-0919 ou (44) 3227-8793. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: A psico-oncologia é o tratamento dos aspectos emocionais de pacientes com câncer e pode ser uma forte aliada na luta contra a doença. A psico-oncologista Ana Rosa Ramos explica o papel do profissional capacitado nesta área.

TEC./SONORA: Ana Rosa Ramos, psico-oncologista.

“O psicólogo especializado em psico-oncologia tem a capacidade de saber todas as fases da evolução do câncer, o que vai acontecer no homem, e ajudá-lo a enfrentar esse momento difícil, seja a nível psicológico, a nível familiar, a nível social e a nível médico-hospitalar.”

LOC.: Para capacitar profissionais de saúde brasileiros no que há de mais avançado na área, a doutora Ana Rosa Ramos veio da Itália ao Brasil para ministrar um curso de capacitação médica em psico-oncologia.

A novidade chega em Salvador, Bahia, nos dias 2 e 3 de julho, no Instituto de Gestalt-Terapia da Bahia, o IGTBA, e em Maringá, Paraná, nos dias 4, 5, 6 e 7 de julho, no La Vie Espaço Psicológico.

Podem participar os profissionais que lidam direta ou indiretamente com pacientes com câncer e seus familiares, como médicos, psicólogos, enfermeiros, terapeutas ocupacionais e fisioterapeutas, além de estudantes do último ano de graduação das referidas áreas.

A psicóloga Gescielly Tadei, do La Vie Espaço Psicológico, explica o que os alunos vão aprender.

TEC./SONORA: Gescielly Tadei, psicóloga.

“Os alunos vão aprender a olhar e a sentir um pouco mais de humanidade frente àquela pessoa que recebe um diagnóstico de uma doença grave, como o câncer em sua terminalidade. E ele vai aprender também algumas formas de manejo de como lidar com esse paciente, com essa família e com esse público.”

LOC.: A inscrição em Salvador pode ser feita pelo site www.igtba.com.br, repetindo  www.igtba.com.br. Em Maringá, a inscrição pode ser feita pelo telefone da La Vie (44) 99990-0919, repetindo (44) 99990-0919.

Reportagem, Paloma Custódio