Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Pará tem 95.153 unidades locais registradas no Cadastro Central de Empresas

Foi observado aumento de 7% entre os anos de 2020 e 2021 de unidades locais ao longo da série


O número de unidades locais de empresas registradas no Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) em 2021 no Pará foi de 95.153. Nota-se aumento progressivo de unidades locais ao longo da série histórica, com aumento entre 2020 e 2021 de 7%. As informações foram divulgadas na manhã da última quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em 2020, havia cerca de 1,2 milhão de pessoas ocupadas, já em 2021, houve aumento de 6,5%, o que resultou em aproximadamente 1,3 milhão de pessoas ocupadas. Entre esses anos, ocorreu um incremento de 79 mil pessoas assalariadas, um aumento de 6,6%. 

O economista Renan Gomes avalia que em 2021 houve uma recuperação devido à pandemia. “Depois de um 2020 com uma queda de mais de 4 pontos percentuais no PIB no Brasil, forte fechamento de empresas, edição do emprego e da renda, 2021 você tem um início de recuperação, ainda dificultado pela demora na vacinação e na redução dos casos de Covid, mas mesmo assim pra todos os estados analisados você tem um aumento do número de empresas e também do emprego no período”, comenta.

Salário

Em 2021, o Pará se manteve na marca de 2,7 salários mínimos, mas teve alteração no salário médio mensal, que chegou a R$2.945,69. Houve queda de 0,8% da média entre os anos de 2020 e 2021. Em 2020, o salário médio mensal era de R$ 3.068,40.

Cadastro Central de Empresas (CEMPRE)

O Cadastro Central de Empresas é um grande banco de dados mantido pelo IBGE, com informações cadastrais e econômicas da grande maioria das empresas e outras organizações legalmente constituídas no Território Nacional e seus endereços de atuação (unidades locais). Ser legalmente constituídas significa ter um CNPJ cadastrado na Receita Federal. Engloba a administração pública, empresas e organizações sem fins lucrativos/internacionais. 

Veja Mais:

Pará recebeu mais de 930 mil turistas em 2022 gerando R$ 660 milhões para o estado

Belém: mais de 143 mil doses da vacina bivalente contra Covid-19 já foram aplicadas

 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

O número de unidades locais de empresas registradas no Cadastro Central de Empresas (CEMPRE) em 2021 no Pará foi de 95.153. Nota-se aumento progressivo de unidades locais ao longo da série histórica, com aumento entre 2020 e 2021 de 7%. As informações foram divulgadas na manhã da última quarta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

O economista Renan Gomes avalia que em 2021 houve uma recuperação devido à pandemia. 

TEC./SONORA:  Renan Gomes - economista

“Depois de um 2020 com uma queda de mais de 4 pontos percentuais no PIB no Brasil, forte fechamento de empresas, edição do emprego e da renda, 2021 você tem um início de recuperação, ainda dificultado pela demora na vacinação e na redução dos casos de Covid, mas mesmo assim pra todos os estados analisados você tem um aumento do número de empresas e também do emprego no período”
 


Em 2021, o Pará se manteve na marca de 2,7 salários mínimos, mas teve alteração no salário médio mensal, que chegou a R$2.945,69. Houve queda de 0,8% da média entre os anos de 2020 e 2021. Em 2020, o salário médio mensal era de R$ 3.068,40.

Reportagem, Sophia Stein