Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Municípios brasileiros devem fazer testagem de Covid-19 em locais de grande circulação

Estratégia foi lançada pelo Ministério da Saúde. Teste de antígeno dá resultado de contaminação em 15 minutos


Municípios brasileiros deverão montar pontos de triagem em locais de grande circulação para testagem de Covid-19. Nos locais, a população será convidada a realizar um teste rápido voluntariamente. Com isso, vai ser possível identificar pessoas com e sem sintomas do vírus e promover o isolamento daqueles que forem testados positivo.

A estratégia faz parte do Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19, lançado pelo Ministério da Saúde. O objetivo é distribuir cerca de 60 milhões de testes de antígeno para todo o País até o fim de 2021. O teste em questão é capaz de detectar se a pessoa está contaminada pela Covid-19 em apenas 15 minutos.

Só em setembro serão 9 milhões de testes entregues. Nesta primeira etapa, o critério de distribuição será populacional e, em seguida, cenários epidemiológicos de cada cidade também serão considerados.

Todos os estados e Distrito Federal receberão os testes. As capitais Natal (RN), Campo Grande (MS), Macapá (AP), Porto Velho (RO), Belo Horizonte (MG) e a cidade de Foz do Iguaçu (PR) já tiveram os pontos de testagem instalados.

Em evento realizado simultaneamente em todas as regiões brasileiras, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, comemorou a iniciativa.

“O vírus é o nosso único inimigo, nós estamos conseguindo vencer vacinando a população. Agora, ampliando a nossa capacidade de testagem. Todos lembram que no começo da pandemia era difícil realizar os testes, porque a infraestrutura não só do Brasil, mas do mundo todo não existia. Hoje, os nossos sistemas foram aprimorados com investimento do Ministério da Saúde para realizar testes. E a tecnologia evoluiu, agora nós temos os testes rápidos de antígenos que em 15 minutos nos dão resultados”, disse.

Como funciona?

O teste de antígeno funciona a partir de uma amostra coletada pelo swab (cotonete) nasal e chegam a 98% de eficácia. Por não necessitar de um laboratório para ser processado, o teste é de fácil manipulação e pode ficar em temperatura até 30º C. Para quem estiver com sintomas da Covid-19 e testar negativo, a recomendação é para que uma nova amostra seja coletada e enviada à um laboratório de referência, para realização do RT-PCR e confirmação do diagnóstico.

Dados Covid

Nas últimas 24 horas, o Brasil registou 150.106 novos casos e 935 óbitos de Covid-19, de acordo com a última atualização do Ministério da Saúde. Ao todo, mais de 21 milhões de brasileiros foram infectados pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. O número de pessoas que morreram pela doença no País é de 590.508. Mais de 20,2 milhões de pessoas já se recuperaram da Covid-19 e outros 359 mil casos ainda estão em acompanhamento.

A taxa de letalidade média do Brasil é de 2,8%. O Rio de Janeiro é o estado com o indicador mais elevado entre as 27 unidades da federação: 5,12%. Em seguida estão São Paulo, Amazonas e Pernambuco, todos com o índice acima dos três pontos percentuais.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Municípios brasileiros deverão montar pontos de testagem de Covid-19 em locais de grande circulação. No local, as pessoas serão convidadas a realizarem o teste rápido voluntariamente. Estratégia faz parte do Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19, do Ministério da Saúde, e irá distribuir cerca de 60 milhões de testes de antígeno para todo o Brasil até o fim de 2021. O teste em questão é capaz de detectar a contaminação pela Covid-19 em apenas 15 minutos.

Durante evento de lançamento, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga comemorou a iniciativa do Ministério.

TEC/SONORA.: Marcelo Queiroga, ministro da Saúde

“O vírus é o nosso único inimigo, nós estamos conseguindo vencer vacinando a população. Agora, ampliando a nossa capacidade de testagem. Todos lembram que no começo da pandemia era difícil realizar os testes, porque a infraestrutura não só do Brasil, mas do mundo todo não existia. Hoje, os nossos sistemas foram aprimorados com investimento do Ministério da Saúde para realizar testes. E a tecnologia evoluiu, agora nós temos os testes rápidos de antígenos que em 15 minutos nos dão resultados.”

LOC.: Nas últimas 24 horas, o Brasil registou cerca de 150 mil novos casos e 935 óbitos de Covid-19, de acordo com a última atualização do Ministério da Saúde. A taxa de letalidade média é de 2,8% e o estado do Rio de Janeiro mantém o indicador mais elevado do País, com 5,12%.

Reportagem, Poliana Fontenele