Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

INDICADORES: preço do café começa semana em alta

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve salto de 0,22% e é negociada a R$ 84,95


A saca de 60 quilos do café arábica começou a segunda-feira (7) com alta de 0,36% no preço e é vendida a R$ 961,72 na cidade de São Paulo. O café robusta também teve elevação no valor. A alta foi de 0,41% e a saca é comercializada a R$ 557,79 para retirada no Espírito Santo. 

O açúcar cristal teve aumento de 0,23% no preço e o produto é vendido a R$ 129,13 em São Paulo. Em Santos, no litoral paulista, o valor da saca de 50 quilos, sem impostos, caiu 0,38% e a mercadoria é comercializada a R$ 126,86.

Decreto regulamenta Acordo de Comércio e Cooperação Econômica entre Brasil e EUA

Arrecadação federal de setembro tem 4,07% de aumento em comparação com o mesmo mês de 2021

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve salto de 0,22% e é negociada a R$ 84,95. Em Cascavel, no Paraná, o preço é R$ 84. Em Rondonópolis, no Mato Grosso, o milho é vendido a R$ 73. Em Uberaba, Minas Gerais, o preço à vista é R$ 78. Os valores são do Canal Rural e Cepea. 
 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: A saca de 60 quilos do café arábica começou a segunda-feira (7) com alta de 0,36% no preço e é vendida a R$ 961,72 na cidade de São Paulo. O café robusta também teve elevação no valor. A alta foi de 0,41% e a saca é comercializada a R$ 557,79 para retirada no Espírito Santo. 

O açúcar cristal teve aumento de 0,23% no preço e o produto é vendido a R$ 129,13 em São Paulo. Em Santos, no litoral paulista, o valor da saca de 50 quilos, sem impostos, caiu 0,38% e a mercadoria é comercializada a R$ 126,86.

No mercado financeiro, o preço da saca de 60 quilos do milho teve salto de 0,22% e é negociada a R$ 84,95. Em Cascavel, no Paraná, o preço é R$ 84. Em Rondonópolis, no Mato Grosso, o milho é vendido a R$ 73. Em Uberaba, Minas Gerais, o preço à vista é R$ 78. Os valores são do Canal Rural e Cepea. 

Reportagem, Marquezan Araújo