Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Dólar: moeda custa R$ 5,09

De acordo com a cotação da companhia Morningstar, o euro está cotado a R$ 5,46


O mercado ainda repercute a divulgação dos dados da inflação nos Estados Unidos, e o dólar permanece forte com relação ao real. 

Naquele país, os preços ao consumidor vieram acima do esperado, a 0,4% em março de 2024. Em 12 meses, o índice teve aumento de 3,5%. Ou seja, neste cenário, espera-se saída de divisas do Brasil e atração de investimentos ao exterior. Menos dólares em circulação levam ao aumento do preço desta moeda. O mesmo panorama ocorre para o euro. 

Assim, o real se desvaloriza. Este cenário persiste mesmo com a inflação brasileira divulgada, a qual veio abaixo do projetado por especialistas. Neste caso, a tendência é de permanência de queda dos juros brasileiros. 

Hoje, o dólar comercial custa R$ 5,09 no Brasil. O euro comercial seguiu a tendência de alta e está cotado a R$ 5,46. 

Para os valores das moedas de turismo, as cotações são ainda maiores. 

Os dados são da companhia Morningstar.
 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O mercado ainda repercute a divulgação dos dados da inflação nos Estados Unidos, e o dólar permanece forte com relação ao real. 

Naquele país, os preços ao consumidor vieram acima do esperado, a 0,4% em março de 2024. Em 12 meses, o índice teve aumento de 3,5%. Ou seja, neste cenário, espera-se saída de divisas do Brasil e atração de investimentos ao exterior. Menos dólares em circulação levam ao aumento do preço desta moeda. O mesmo panorama ocorre para o euro. 

Assim, o real se desvaloriza. Este cenário persiste mesmo com a inflação brasileira divulgada, a qual veio abaixo do projetado por especialistas. Neste caso, a tendência é de permanência de queda dos juros brasileiros. 

Hoje, o dólar comercial custa R$ 5,09 no Brasil. O euro comercial seguiu a tendência de alta e está cotado a R$ 5,46. 

Para os valores das moedas de turismo, as cotações são ainda maiores. 

Os dados são da companhia Morningstar.

Reportagem, Luigi Mauri, narração, Sphia Stein