Foto: Agência Brasília
Foto: Agência Brasília

DF: campanha de vacinação contra raiva vai até 30 de setembro

De acordo com o último balanço feito pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), 121.498 animais já foram vacinados, sendo 101.559 cães e 19.939 gatos


A campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos no Distrito Federal se estende até sábado (30). De acordo com o último balanço feito pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), 121.498 animais já foram vacinados, sendo 101.559 cães e 19.939 gatos.

O gerente de Vigilância Ambiental de Zoonoses, Isaías Chianca afirma que os postos de vacinação estão espalhados por todo Distrito Federal. “De qualquer forma, nossos núcleos de vigilância ambiental são postos permanentes de vacinação. Então, caso você não tenha conseguido vacinar na campanha, pode procurar um núcleo e vacinar seu animal gratuitamente”, explica.

Segundo o veterinário Pedro Ilha, a raiva é uma doença causada por um vírus e apresenta uma taxa de mortalidade de 99% em animais e seres humanos. Embora o vírus tenha sido visto como quase erradicado por um longo período, um ressurgimento ocorreu recentemente em São Paulo, onde um gato foi diagnosticado com a doença no início do ano.

“Então normalmente 7 dias depois que o animal manifesta sintomatologia clínica ele morre e aí é importante fazer a necropsia desses animais para poder identificar. Existe uma área específica no cérebro do animal da necrópsia, que faz a análise e identifica a lesão característica pelo vírus da raiva”, explica.

O veterinário explica que a contaminação é feita através de mordidas de morcegos. “Então os morcegos as vezes podem se machucar ou até pelo próprio vírus eles podem estar digamos que inconscientes no chão e um animal ao chegar perto desse morcego recebe uma mordida, e aí através dessa mordida há contaminação”, pontua. 

Veja Mais:

DF: Polícia Civil registra pelo menos 21 casos de feminicídio em 2023

Distrito Federal eliminou 10 áreas de descarte irregular de lixo desde janeiro
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: A campanha de vacinação antirrábica para cães e gatos no Distrito Federal se estende até sábado (30). De acordo com o último balanço feito pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF), 121.498 animais já foram vacinados, sendo 101.559 cães e 19.939 gatos.

O gerente de Vigilância Ambiental de Zoonoses, Isaías Chianca, afirma que os postos de vacinação estão espalhados por todo o Distrito Federal. 
 

TEC./SONORA: Isaías Chianca - gerente de Vigilância Ambiental de Zoonoses

“De qualquer forma, nossos núcleos de vigilância ambiental são postos permanentes de vacinação. Então, caso você não tenha conseguido vacinar na campanha, pode procurar um núcleo e vacinar seu animal gratuitamente.”
 


LOC.: Segundo o veterinário Pedro Ilha, a raiva é uma doença causada por um vírus e apresenta uma taxa de mortalidade de 99% em animais e seres humanos. Embora o vírus tenha sido visto como quase erradicado por um longo período, um ressurgimento ocorreu recentemente em São Paulo, onde um gato foi diagnosticado com a doença no início do ano.
 

TEC./SONORA: Pedro Ilha - veterinário

“Então normalmente 7 dias depois que o animal manifesta sintomatologia clínica ele morre e aí é importante fazer a necropsia desses animais para poder identificar. Existe uma área específica no cérebro do animal da necrópsia, que faz a análise e identifica a lesão característica pelo vírus da raiva.”
 


LOC.: O veterinário esclarece que a transmissão ocorre por meio de mordidas de morcegos. Em algumas situações, os morcegos, ao se machucarem ou estarem debilitados possivelmente pelo efeito do vírus, acabam ficando no chão. Quando um animal se aproxima deste morcego, ele pode ser mordido, levando à contaminação.

Para saber os pontos de vacinação no DF acesse o site www.saude.df.gov.br/vacinacao-antirrabica

Reportagem, Sophia Stein