Foto: MDR/divulgação
Foto: MDR/divulgação

Curitiba (PR), Fortaleza (CE), Guarulhos (SP), Recife (PE) e Salvador (BA) vencem chamada pública de projetos de mobilidade urbana sustentável

Municípios selecionados terão estudos de pré-viabilidade financiados com recursos não reembolsáveis do Governo da Alemanha. Iniciativa vai dar apoio técnico em projetos que contribuam para a redução de emissões de gases de efeito estufa e para a inclusão social.


As cidades de Curitiba, Fortaleza, Guarulhos, Recife e Salvador foram as vencedoras da chamada pública de Projetos de Mobilidade Sustentável promovida pelo Governo Federal.  

A iniciativa, coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, tem como objetivo oferecer apoio técnico a estados e municípios interessados em desenvolver projetos que contribuam para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e para a inclusão social.

As cidades selecionadas terão seus estudos de pré-viabilidade financiados com recursos do Governo da Alemanha.

Para Maxwell Vieira, diretor de Projetos de Mobilidade e Serviços Urbanos do MDR, a chamada dos projetos é muito importante para a qualificação dos planejamentos de infraestrutura pública.

"Estamos buscando, cada vez mais, qualificar os projetos de infraestrutura. E o estudo pré-viabilidade visa justamente saber se o projeto inicial tem viabilidade. Esses projetos selecionados irão subsidiar as cidades na implementação de grandes obras estruturantes, que possibilitarão a melhora da mobilidade urbana e, consequentemente, da qualidade de vida das pessoas."

Uma das cidades aprovadas é Guarulhos, na Grande São Paulo. Para o prefeito Gustavo Henric Costa, o financiamento para realização deste estudo é extremamente importante para que a cidade possa implementar um projeto de mobilidade urbana sustentável.

"Isso permitirá uma visão mais detalhada e aprofundada com essa proposta e a nossa ideia é que a gente consiga embasar uma eventual concorrência futura para a concessão do serviço ou outras medidas pra viabilização da implantação."

Entre os critérios utilizado para seleção das cidades estiveram a adequação da tecnologia à realidade local, a integração com os demais modos de transporte no município, a sustentabilidade financeira, o alinhamento aos planos locais e aspectos inovadores.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: As cidades de Curitiba, Fortaleza, Guarulhos, Recife e Salvador foram as vencedoras da chamada pública de Projetos de Mobilidade Sustentável promovida pelo Governo Federal.  

A iniciativa, coordenada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, tem como objetivo oferecer apoio técnico a estados e municípios interessados em desenvolver projetos que contribuam para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e para a inclusão social.

As cidades selecionadas terão seus estudos de pré-viabilidade financiados com recursos do Governo da Alemanha.

Para Maxwell Vieira, diretor de Projetos de Mobilidade e Serviços Urbanos do MDR, a chamada dos projetos é muito importante para a qualificação dos planejamentos de infraestrutura pública.

SONORA 
"Estamos buscando, cada vez mais, qualificar os projetos de infraestrutura. E o estudo pré-viabilidade visa justamente saber se o projeto inicial tem viabilidade. Esses projetos selecionados irão subsidiar as cidades na implementação de grandes obras estruturantes, que possibilitarão a melhora da mobilidade urbana e, consequentemente, da qualidade de vida das pessoas."

LOC: Uma das cidades aprovadas é Guarulhos, na Grande São Paulo. Para o prefeito Gustavo Henric Costa, o financiamento para realização deste estudo é extremamente importante para que a cidade possa implementar um projeto de mobilidade urbana sustentável.

SONORA
"Isso permitirá uma visão mais detalhada e aprofundada com essa proposta e a nossa ideia é que a gente consiga embasar uma eventual concorrência futura para a concessão do serviço ou outras medidas pra viabilização da implantação."

LOC: Para saber mais sobre as iniciativas do Ministério do Desenvolvimento Regional na área de mobilidade urbana, acesse mdr.gov.br

Reportagem, Vicente Melo