Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Chuvas predominam no Sul e voltam ao Sudeste do país, enquanto calor persiste do Centro ao Norte

Este é o cenário para o tempo nesta semana, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet)


O calor vai continuar predominando em boa parte do Brasil ao longo desta semana. Os termômetros devem registrar altas temperaturas do Centro ao Norte do país. Do centro ao sul, destaque para a presença de chuvas que, em algumas áreas, podem vir acompanhadas de granizo. As informações foram obtidas pelo Brasil 61 neste junto ao Instituto Nacional de Meteorologia, o Inmet. 

"Esse contraste ainda é bem significativo: do centro ao sul, chuvas. Enquanto que do centro ao norte ainda [deve ficar] muito quente, principalmente em parte da região Nordeste", explica Andrea Ramos, meteorologista do Inmet. 

Segundo a especialista, o fenômeno El Ninõ continua contribuindo para o calor observado nas últimas semanas, mas não impedirá o retorno das chuvas em algumas localidades. Confira a previsão do tempo para a sua região entre este domingo o próximo dia 7 de outubro. 

Sul 

De maneira geral, as temperaturas na região Sul serão mais amenas nesta semana, graças à formação de uma massa de ar fria e seca que se desloca. Há possibilidade de geada no Rio Grande do Sul na segunda-feira (2). O calor se sobressai no norte e no noroeste do Paraná. A chuva com volumes mais significativos deve ocorrer no norte do Rio Grande do Sul, no oeste de Santa Catarina e no sul do Paraná. 

Sudeste

A frente fria que se forma no Sul do país vai se deslocar pela costa brasileira e trazer bastante instabilidade para o tempo na região Sudeste. Esse movimento deve provocar chuvas entre o centro e o leste do estado de São Paulo, no sudeste de Minas Gerais, no Rio de Janeiro e no Espírito Santo. 

Há possibilidade de essas chuvas virem acompanhadas de granizo, principalmente no centro-oeste paulista, no sudeste mineiro e no sul e centro fluminense. O deslocamento da frente fria também vai contribuir para diminuição das temperaturas no leste da região. 

"Vai ter aquele pequeno aquecimento pela parte da manhã, com chuva à tarde e à noite. É uma característica da primavera", explica Andrea. 

Centro-Oeste

O calor deve continuar dando o tom do tempo na região. No norte de Mato Grosso e de Goiás e noroeste de Mato Grosso do Sul, as temperaturas ficam acima dos 33 graus, podendo chegar aos 40, principalmente no norte mato-grossense. 

A combinação de calor e melhora da umidade tende a favorecer a formação das chuvas, que voltam ainda que de forma irregular e isolada em Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal, leste e sul de Mato Grosso, explica a meteorologista. 

Norte

O tempo quente e seco dificulta a formação de chuvas na maior parte da região Norte nos próximos dias. As altas temperaturas devem castigar os nortistas, sobretudo no noroeste paraense, onde os termômetros devem marcar entre 36 e 39 graus. 

Mesmo assim, não se descarta a possibilidade de chover no Amazonas, no norte de Rondônia, no sul do Pará e no oeste do Tocantins. Chuva com volumes significativos somente no extremo oeste, principalmente no oeste e no noroeste do Amazonas e no estado do Acre. 

Nordeste

Do norte do Paraná para cima, no mapa do país, a tendência é de calor generalizado, com ocorrência de chuvas em algumas áreas, mas é no Nordeste que as temperaturas estarão mais elevadas. Destaque para o calor no semiárido nordestino, em especial no Piauí, sul do Ceará, oeste de Pernambuco e oeste da Bahia. 

Em alguns pontos, como no leste piauiense, pode fazer mais de 40 graus. A alta temperatura associada à baixa umidade relativa do ar – inferior aos 15% – é motivo para redobrar os cuidados com a saúde. As chuvas no Nordeste se restringem ao litoral, mais precisamente na costa norte baiana. 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O calor vai continuar predominando em boa parte do Brasil ao longo desta semana. Os termômetros devem registrar altas temperaturas do centro ao norte do país. Do centro ao sul, destaque para a presença de chuvas que, em algumas áreas, podem vir acompanhadas de granizo. As informações são do Instituto Nacional de Meteorologia, o Inmet, como explica a meteorologista, Andrea Ramos.

TEC./SONORA: Andrea Ramos, meteorologista do Inmet
"Esse contraste ainda é bem significativo: do centro ao sul, chuvas. Enquanto que do centro ao norte ainda [deve ficar] muito quente, principalmente em parte da região Nordeste".


LOC.: De maneira geral, as temperaturas na região Sul serão mais amenas nesta semana, graças à formação de uma massa de ar fria e seca que se desloca. O calor se sobressai no norte e no noroeste do Paraná. A chuva com volumes mais significativos deve ocorrer no norte do Rio Grande do Sul, no oeste de Santa Catarina e no sul do Paraná. 

A frente fria que se forma no Sul do país vai se deslocar pela costa brasileira e trazer bastante instabilidade para o tempo na região Sudeste. Esse movimento deve provocar chuvas entre o centro e o leste do estado de São Paulo, no sudeste de Minas Gerais, no Rio de Janeiro e no Espírito Santo. 

O calor deve continuar dando o tom do tempo na região, em especial no norte de Mato Grosso e de Goiás e noroeste de Mato Grosso do Sul, onde as temperaturas podem chegar aos 40.

O tempo quente e seco dificulta a formação de chuvas na maior parte da região Norte nos próximos dias. As altas temperaturas devem castigar os nortistas, sobretudo no noroeste paraense, onde os termômetros devem marcar entre 36 e 39 graus. Chuva com volumes significativos somente no extremo oeste, principalmente no oeste e no noroeste do Amazonas e no estado do Acre. 

É no Nordeste que as temperaturas estarão mais elevadas. Destaque para o calor no semiárido nordestino, em especial no Piauí, sul do Ceará, oeste de Pernambuco e oeste da Bahia. Em alguns pontos, como no leste piauiense, pode fazer mais de 40 graus. 

Reportagem, Felipe Moura.