Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil

CE: pedidos de seguro desemprego caem 53% em maio

Requerimentos se concentram principalmente nos setores de serviços e comércio


Pedidos de seguro desemprego caem 53% no Ceará, em maio. O mês foi encerrado com 15.469 requerentes do seguro-desemprego, apresentando uma redução em relação ao mesmo período de 2020, quando o estado registrou 32.935 solicitações.

MG: Indi lança guia sobre atração de investimentos para municípios

Entenda a reforma administrativa e os próximos passos após instalação de comissão especial

Os dados da Base de Gestão do Seguro-Desemprego, do Ministério da Economia, revelam ainda que os pedidos se concentram principalmente nos setores de Serviços (38,67%), seguido pelo Comércio (25,3%), Indústria (22,63%) e Construção Civil (11,64%). Além disso, a maior parte foi solicitada por trabalhadores com ensino médio (9.860), com idade entre 30 e 39 anos (5.524) e do sexo masculino (65,87%).

Considerando os cinco primeiros meses de 2021, no Ceará, foram habilitados ao recebimento do seguro-desemprego formal 81.446 requerentes, o que representa um aporte de R$ 344 milhões na economia local, com o valor médio da parcela de R$ 1.242,10.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Pedidos de seguro desemprego caem 53% no Ceará, em maio. O mês foi encerrado com 15.469 requerentes do seguro-desemprego, apresentando uma redução em relação ao mesmo período de 2020, quando o estado registrou 32.935 solicitações.

Os dados da Base de Gestão do Seguro-Desemprego, do Ministério da Economia, revelam ainda que os pedidos se concentram principalmente nos setores de Serviços (38,67%), seguido pelo Comércio (25,3%), Indústria (22,63%) e Construção Civil (11,64%). Além disso, a maior parte foi solicitada por trabalhadores com ensino médio (9.860), com idade entre 30 e 39 anos (5.524) e do sexo masculino (65,87%).

Considerando os cinco primeiros meses de 2021, no Ceará, foram habilitados ao recebimento do seguro-desemprego formal 81.446 requerentes, o que representa um aporte de R$ 344 milhões na economia local, com o valor médio da parcela de R$ 1.242,10.

Reportagem, Larissa Lago