Valter Campanato/Agência Brasil
Valter Campanato/Agência Brasil

Repasse do Programa Previne Brasil é prorrogado pelo Ministério da Saúde

Governo havia anunciado manutenção até este mês. Incentivos serão prorrogados até agosto


Devido ao papel primordial da Atenção Primária nas ações contra a covid-19, o Ministério da Saúde prorrogará o repasse do Programa Previne Brasil até agosto deste ano. Pelo Previne, já foram repassados nos primeiros meses de 2021, cerca de R$ 5 bilhões aos municípios. No início do ano, o governo federal havia anunciado a manutenção do repasse até este mês de abril.

O cálculo dos recursos do Previne é feito a partir de três componentes: capitação ponderada, pagamento por desempenho e incentivo para ações estratégicas.

Com a prorrogação do prazo até agosto, a capitação ponderada, referente ao cadastro de pessoas, receberá o equivalente ao teto do cadastro, além de incentivo que leva em consideração o valor de R$ 5,95 por pessoa multiplicado pelos dados populacionais do ano de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Devido ao papel primordial da Atenção Primária nas ações contra a covid-19, o Ministério da Saúde prorrogará o repasse do Programa Previne Brasil até agosto deste ano. Pelo Previne, já foram repassados nos primeiros meses de 2021, cerca de R$ 5 bilhões aos municípios. No início do ano, o governo federal havia anunciado a manutenção do repasse até este mês de abril.

O cálculo dos recursos do Previne é feito a partir de três componentes: capitação ponderada, pagamento por desempenho e incentivo para ações estratégicas.

Com a prorrogação do prazo até agosto, a capitação ponderada, referente ao cadastro de pessoas, receberá o equivalente ao teto do cadastro, além de incentivo que leva em consideração o valor de R$ 5,95 por pessoa multiplicado pelos dados populacionais do ano de 2019 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Reportagem, Poliana Fontenele