Foto: Arquivo/EBC
Foto: Arquivo/EBC

Comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica deixam cargos, nesta terça-feira (30)

A decisão foi tomada um dia após Fernando Azevedo e Silva ter pedido demissão do cargo ministro da Defesa


O Ministério da Defesa anunciou, nesta terça-feira (30), a saída dos comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica. A decisão foi tomada um dia após Fernando Azevedo e Silva ter pedido demissão do cargo de ministro da Defesa. No lugar dele, assumiu o posto Braga Netto, que chefiava a Casa Civil.

A pasta não informou o motivo das saídas nem os nomes dos substitutos dos comandos das três Forças Armadas. A decisão foi tomada durante reunião que contou com a presença de Fernando Azevedo e Silva, Braga Netto e dos três comandantes substituídos – Edson Pujol (Exército), Ilques Barbosa (Marinha) e Antônio Carlos Moretti Bermudez (Aeronáutica).

Presidente Jair Bolsonaro anuncia uma série de trocas no quadro do governo

Governo recebe mais 5 milhões de doses da CoronaVac do Butantan

Nesta segunda (29), ao anunciar a saída do cargo de ministro da Defesa, Azevedo e Silva agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro e disse ter dedicado “total lealdade” ao chefe do Poder Executivo. Na oportunidade, ele também agradeceu aos comandantes das Forças Armadas, bem como às respectivas tropas.
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O Ministério da Defesa anunciou, nesta terça-feira (30), a saída dos comandantes da Marinha, Exército e Aeronáutica. A decisão foi tomada um dia após Fernando Azevedo e Silva ter pedido demissão do cargo de ministro da Defesa. No lugar dele, assumiu o posto Braga Netto, que chefiava a Casa Civil.

A pasta não informou o motivo das saídas nem os nomes dos substitutos dos comandos das três Forças Armadas. A decisão foi tomada durante reunião que contou com a presença de Fernando Azevedo e Silva, Braga Netto e dos três comandantes substituídos – Edson Pujol (Exército), Ilques Barbosa (Marinha) e Antônio Carlos Moretti Bermudez (Aeronáutica).

Nesta segunda (29), ao anunciar a saída do cargo de ministro da Defesa, Azevedo e Silva agradeceu ao presidente Jair Bolsonaro e disse ter dedicado “total lealdade” ao chefe do Poder Executivo. Na oportunidade, ele também agradeceu aos comandantes das Forças Armadas, bem como às respectivas tropas.

Reportagem, Marquezan Araújo