Foto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Valor da Produção Agropecuária de 2021 atingiu R$ 1,11 trilhão em maio

Destaque para as lavouras e a pecuária, que obtiveram o valor mais elevado em 32 anos


O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de maio deste ano atingiu o valor de R$ 1,11 trilhão, apresentado aumento de 11,8% ao obtido em 2020. As maiores contribuições para o crescimento são observadas em arroz, milho, soja e carne bovina, que tiveram dois anos consecutivos de forte aumento de preços reais.

Ministério lança Rota da Fruticultura no DF

Divulgada lista de produtos da agricultura familiar com bônus em junho

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. Os produtos que tiveram os maiores acréscimos neste ano foram arroz, com 5,7%, milho, com 20,3%, a soja, com 31,9%, e trigo com 35,1%. Mas o destaque fica as lavouras e a pecuária, que obtiveram neste ano o valor mais elevado em 32 anos.

Nos dados regionais do VBP, o estado de Mato Grosso continua liderando com participação de 17,2% no valor. Em seguida vem o Paraná, com 13,2%. Depois São Paulo, com 11,2%. Rio Grande do Sul, com 10,8%. E, em quinto lugar, Minas Gerais, com 10%.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de maio deste ano atingiu o valor de R$ 1,11 trilhão, apresentado aumento de 11,8% ao obtido em 2020. As maiores contribuições para o crescimento são observadas em arroz, milho, soja e carne bovina, que tiveram dois anos consecutivos de forte aumento de preços reais.

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. Os produtos que tiveram os maiores acréscimos neste ano foram arroz, com 5,7%, milho, com 20,3%, a soja, com 31,9%, e trigo com 35,1%. Mas o destaque fica as lavouras e a pecuária, que obtiveram neste ano o valor mais elevado em 32 anos.

Nos dados regionais do VBP, o estado de Mato Grosso continua liderando com participação de 17,2% no valor. Em seguida vem o Paraná, com 13,2%. Depois São Paulo, com 11,2%. Rio Grande do Sul, com 10,8%. E, em quinto lugar, Minas Gerais, com 10%.

Reportagem, Larissa Lago