Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

São Paulo amplia para 100% volta de crianças as creches da capital

Devido à pandemia da Covid-19, as creches estavam com atendimento reduzido a 60% da capacidade. Retorno a rotina normal é prevista para 8 de setembro


Pais, mães e responsáveis por crianças de até 3 anos matriculadas nas creches da rede municipal de São Paulo devem ficar atentos porque a partir de 8 de setembro as unidades vão passar a trabalhar com a capacidade total de atendimento. Devido à pandemia da Covid-19, as creches da capital paulista estavam com redução de 60% da capacidade de alunos. 

Maioria dos estados retoma as aulas presenciais

FPM: prefeituras recebem R$ 2,4 bilhões nesta segunda-feira (30); confira quanto seu município vai receber

Crise hídrica pode aumentar inflação nos estados brasileiros

A decisão de ampliar a quantidade de crianças atendidas nas creches é baseada nas orientações das autoridades em saúde e da Vigilância Sanitária do município.

Ao todo, a cidade de São Paulo tem 345 mil crianças matriculadas em 2,8 mil creches da rede municipal, que estarão preparadas para garantir o uso de máscaras, álcool em gel e o rigoroso protocolo de higienização dos ambientes. 

No entanto, o retorno presencial das crianças às creches é facultativo e aquelas que ficarem em casa devem seguir as atividades por meio digital, em aulas remotas. 

Entre os 27 estados do país, 23 já retornaram com às aulas presenciais desde a última semana, e os outros quatro têm previsão de retorno a partir desta segunda-feira (30). Entre as capitais, 18 já estão funcionando na modalidade de ensino híbrido e 8 devem voltar com as atividades presenciais também a partir desta semana. 

Apenas em Cuiabá, a estimativa é que as aulas na rede municipal de ensino só serão retomadas no mês de outubro, após a vacinação de 100% dos profissionais de Educação. Já as escolas particulares, a reabertura acontece nas unidades de ensino de todo o país. 

Confira as informações sobre Covid-19 da sua cidade aqui

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Pais, mães e responsáveis por crianças de até 3 anos matriculadas nas creches da rede municipal de São Paulo devem ficar atentos porque a partir de 8 de setembro as unidades vão passar a trabalhar com a capacidade total de atendimento. Devido à pandemia da Covid-19, as creches da capital paulista estavam com redução de 60% da capacidade dos alunos. 

A decisão de ampliar a quantidade de crianças atendidas nas creches é baseada nas orientações das autoridades em saúde e da Vigilância Sanitária do município.

Ao todo, a cidade de São Paulo tem 345 mil crianças matriculadas em 2,8 mil creches da rede municipal, que estarão preparadas para garantir o uso de máscaras, álcool em gel e a rigorosa higienização dos ambientes. 

No entanto, o retorno presencial das crianças às creches é facultativo e aquelas que ficarem em casa devem seguir as atividades por meio digital, em aulas remotas. 

Entre os 27 estados do país, 23 já retornaram com às aulas presenciais desde a última semana, e os outros quatro têm previsão de retorno a partir desta segunda-feira (30). Entre as capitais, 18 já estão funcionando na modalidade de ensino híbrido e 8 devem voltar com as atividades presenciais também a partir desta semana. 

Apenas em Cuiabá, a estimativa é que as aulas na rede municipal só sejam retomadas no mês de outubro, após a vacinação de 100% dos profissionais em Educação. Já as escolas particulares, a reabertura acontece nas unidades de ensino de todo o país. 

Reportagem, Cristiano Ghorgomillos