Foto: Reprodução/Dr. Ajuda
Foto: Reprodução/Dr. Ajuda

Repelentes: quais métodos não funcionam?

A Dra. Karina Miyaji dá mais detalhes sobre o assunto

SalvarSalvar imagem

A presença dos mosquitos, especialmente dos pernilongos, é um problema para quase todos os brasileiros. Como evitar essas picadas? Pulseira, dispositivos que emitem barulho, repelentes naturais com citronela, alho, vitamina B realmente funcionam? A Dra. Karina Miyaji dá mais detalhes sobre o assunto.

Pulseira

Estudos científicos mostram que a pulseira contendo repelente protege apenas uma área pequena do seu corpo que fica bem próxima a pulseira, o resto do corpo não fica protegido e por isso esse método não é recomendado. 

Dispositivo que emite barulho

Você já viu um dispositivo que quando colocado na tomada emite um som que segundo os fabricantes incomoda e repele os mosquitos? Alguns aplicativos de celular também tem a mesma função. Existem vários estudos científicos sérios que mostram que esse método não funciona e por isso não deve ser recomendado.

Repelentes naturais a base de citronela ou óleo naturais 

Os repelentes naturais à base de citronela e outros óleos essenciais (mistura de plantas) tem ação repelente. O problema é que quando entram em contato com a pele, evaporam muito rápido e o resultado é que sua ação dura muito pouco tempo. Por essa razão não são recomendados.

Alho e vitamina B

Não tem estudos científicos que comprovem que comer alho ou ingerir altas taxas de vitamina B repelem o pernilongo. Esses métodos citados, por não terem comprovação científica, não são oficialmente recomendados.

O mais recomendado a se fazer é: caso queira utilizar algum dos métodos acima, use, mas para estar realmente protegido e evitar as picadas, use também algum método comprovadamente eficaz como repelentes, véu mosquiteiro e outros. 

Para saber mais, assista ao vídeo no canal Dr. Ajuda.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.