Arthur Lira  - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Arthur Lira - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Relatores da reforma tributária serão definidos nesta semana, diz Lira

Presidente da Câmara conversou com presidente do Senado sobre o tema


O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, afirmou nesta segunda (14), que os relatores da proposta da reforma tributária serão definidos até o final da semana. Lira disse que conversou sobre a questão com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM- MG), e que os relatores das duas casas legislativas devem ser definidos simultaneamente.  

Lira disse ainda que vai se reunir nesta semana com líderes partidários e com integrantes da equipe econômica do governo para tratar da reforma, em especial nas questões relacionadas ao imposto de renda.

Exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS/Cofins tem efeitos a partir de março de 2017

Reforma Tributária: senador aponta que Congresso tem que ser rápido, mas profundo nas mudanças

Em maio, após extinguir a comissão especial que tratava do tema, Lira disse que a reforma iria tramitar de maneira fatiada e contaria com três ou quatro relatores. Com o fatiamento, a expectativa é de que os temas que tratam de impostos sobre a renda e o consumo sejam debatidos pela Câmara, e o passaporte tributário vai para o Senado. A previsão é que os dois temas sejam discutidos em cada Casa por 30 a 60 dias.
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, afirmou nesta segunda (14), que os relatores da proposta da reforma tributária serão definidos até o final da semana. Lira disse que conversou sobre a questão com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM- MG), e que os relatores das duas casas legislativas devem ser definidos simultaneamente.  

Lira disse ainda que vai se reunir nesta semana com líderes partidários e com integrantes da equipe econômica do governo para tratar da reforma, em especial nas questões relacionadas ao imposto de renda.

Em maio, após extinguir a comissão especial que tratava do tema, Lira disse que a reforma iria tramitar de maneira fatiada e contaria com três ou quatro relatores. Com o fatiamento, a expectativa é de que os temas que tratam de impostos sobre a renda e o consumo sejam debatidos pela Câmara, e o passaporte tributário vai para o Senado. A previsão é que os dois temas sejam discutidos em cada Casa por 30 a 60 dias.

Reportagem, Laísa Lopes