Foto: Divulgação/MDR
Foto: Divulgação/MDR

Quatro cidades de Goiás vão receber R$ 1,7 milhão para continuidade de obras de saneamento

Recursos serão utilizados para obras de esgotamento sanitário e saneamento integrado em Goiânia, Luziânia, Novo Gama e Águas Lindas de Goiás


Quatro cidades do estado de Goiás vão receber, juntas, R$ 1,76 milhão para a continuidade de obras de saneamento básico. O maior repasse, de R$ 1 milhão, será para a capital Goiânia. Os recursos serão usados na ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) municipal.

Já Águas Lindas de Goiás vai contar com R$ 533,7 mil para melhorias no saneamento integrado dos bairros Jardim América II, III, IV, V, VI e do Parque das Águas Bonitas. Por sua vez, a cidade de Novo Gama vai receber R$ 45,3 mil para a implantação de saneamento integrado da região Lunabel, nos bairros América do Sul, Alphaville Paiva e Lunabel 3C.

Por fim, para Luziânia, serão destinados R$ 188 mil para a implantação de saneamento integrado e urbanização nos Parques Alvorada I, II, III e JK.

Além de recursos para Goiás, também foram destinados repasses para a continuidade de obras de saneamento em cidades do Amapá, Bahia, Ceará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O valor total é de R$ 7,3 milhões

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Quatro cidades de Goiás vão receber, juntas, um milhão e setecentos mil reais para a continuidade de obras de saneamento básico. São empreendimentos de esgotamento sanitário e de saneamento integrado.

A capital Goiânia vai usar os recursos para a ampliação do Sistema de Esgotamento Sanitário da cidade.

Já Águas Lindas de Goiás vai melhorar o saneamento integrado dos bairros Jardim América II, III, IV, V, VI e do Parque das Águas Bonitas.

Em Novo Gama, será realizado saneamento integrado na região Lunabel, nos bairros América do Sul, Alphaville Paiva e Lunabel 3C.

Por fim, Luziânia também vai investir em obras de saneamento integrado, além de urbanizar os Parques Alvorada I, II, III e JK.

André Galvão, secretário nacional de Saneamento substituto do Ministério do Desenvolvimento Regional, explica como os municípios podem ter acesso a recursos federais para obras de saneamento.

TEC/SONORA: André Galvão 

"Dentro da Secretaria Nacional de Saneamento, há uma série de programas que os municípios podem acessar para investir em obras e projetos de saneamento básico. Com o Orçamento Geral da União, há uma série de ações que os municípios podem pleitear. Ou serem contemplados por meio de emendas parlamentares. E, também, os programas com recursos de empréstimo, por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, o FGTS, e do FAT, o Fundo de Amparo ao Trabalhador. Além disso, há uma opção de emissão de debêntures incentivadas."

LOC: Além de Goiás, outros 12 estados, além do Distrito Federal, também receberão recursos para continuar obras de saneamento. Para saber mais, acesse mdr.gov.br.

Reportagem, Vicente Melo