Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Serviços cresceram em maio no DF após queda em abril, aponta pesquisa

Volume de serviços no Distrito Federal variou 0,4% frente ao mês anterior


Em maio de 2023, o volume de serviços no Distrito Federal variou 0,4% frente ao mês anterior. O índice voltou a crescer depois da queda em abril. 

Porém, o nível no setor de serviços ainda se encontra 3,9% abaixo do nível de fevereiro de 2020, pré-pandemia. 

Em nível nacional, os serviços registraram variação de 0,9%. 

No Distrito Federal, no acumulado do ano, o volume de serviços teve alta de 3,7% frente a 2022. Já na variação acumulada de 12 meses, o volume de serviços fechou em queda de 0,5%. 

A receita total obtida através do comércio no Distrito Federal teve alta de 1,7% em relação ao mês anterior. Em comparação ao mesmo mês do ano passado, a alta da receita foi de 15,5%. 

Vale destacar que nesta unidade da federação, o volume de atividades turísticas cresceu 3% em relação ao mês anterior. Comparado ao ano anterior, houve queda na atividade turística, de 1,9%. 

Na comparação anual, a maior alta foi com o segmento de serviços de informação e comunicação, em 30,5%. Esta é a quarta alta consecutiva do segmento e a segunda maior alta na série histórica. 

Na sequência, estão serviços prestados às famílias, que subiram 10,7%. Esta categoria se encontra em alta desde março de 2022. 

A categoria “outros serviços” também segue em alta pelo quinto mês consecutivo, com o crescimento de 6,8% atualmente. 

Serviços profissionais, administrativos e complementares obtiveram a segunda alta consecutiva, em 5,8% para o mês de maio. 

Porém, as atividades relacionadas ao transporte tiveram queda de 15,7% em maio. 

As informações referentes ao setor de serviços no Distrito Federal foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. 


 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Em maio de 2023, o volume de serviços no Distrito Federal variou 0,4% frente ao mês anterior. O índice voltou a crescer depois da queda em abril. 

Porém, o nível no setor de serviços ainda se encontra quase 4,0% abaixo do nível de fevereiro de 2020, pré-pandemia. 

Em nível nacional, os serviços registraram variação positiva em relação ao mês anterior. 

No Distrito Federal, no acumulado do ano, o volume de serviços mostrou alta frente a 2022, assim como as receitas obtidas. Já na variação acumulada de 12 meses, o volume de serviços fechou em queda. 

Vale destacar que nesta unidade da federação, o volume de atividades turísticas cresceu 3% em relação ao mês anterior. Porém, comparado com o ano anterior, houve queda na atividade turística, de quase 2%.

Na comparação anual, a maior alta foi com o segmento de serviços de informação e comunicação, em 30,5%. Esta é a quarta alta consecutiva do segmento e a segunda maior alta na série histórica. 

As únicas atividades que tiveram queda estão relacionadas ao setor de transporte. 

As informações referentes ao setor de serviços no Distrito Federal foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE. 

Reportagem, Luigi Mauri, narração, Lívia Azevedo.