Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

MATO GROSSO DO SUL: Vacina contra Covid-19 reduz mortes e hospitalizações, afirma ministro da Saúde

Mais de 74% da população do Mato Grosso do Sul está com o esquema vacinal completo. Podem tomar a dose de reforço todos que receberam a segunda há pelo menos quatro meses


No Mato Grosso do Sul, mais de um milhão de pessoas já tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19. E cerca de 900 mil receberam a terceira. Quem já tomou a segunda há pelo menos quatro meses, está na hora de ir atrás do reforço. O alerta é do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

“Peço que fiquem atentos ao calendário vacinal e procure um posto de vacinação quando chegar a sua vez. A dose de reforço é fundamental para frear o avanço de novas variantes e reduzir internações e óbitos aqui em nosso estado.”
Aos 40 anos de idade, o empresário Saulo Batista, de Campo Grande, explica por que fez questão de atender a cada chamado da Secretaria de Saúde e, agora, poder mostrar o cartão de vacina em dia. 

“Essas variantes como a Ômicron, elas têm uma taxa de contágio ainda maior do que as variantes anteriores, elas mostram para a gente, o sinal de que a pandemia não passou. Portanto, cada um de nós deve  tomar a segunda dose e a dose de reforço, dando assim a nossa contribuição individual para poder  deixar o Brasil imunizado." 

Até agora, no Mato Grosso do Sul, mais de 74% da população está com o esquema vacinal completo. No estado, foram aplicados mais de cinco milhões de imunizantes. Os dados são da Secretaria de Saúde do estado, atualizados no dia 9 de fevereiro.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: No Mato Grosso do Sul, mais de um milhão de pessoas já tomaram a segunda dose da vacina contra a Covid-19. E cerca de 900 mil pessoas receberam a terceira dose da vacina. Quem já tomou a segunda, há pelo menos quatro meses, já está apto a ir atrás do reforço. O alerta é do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

TEC./SONORA: Marcelo Queiroga - ministro da Saúde


“Peço que fiquem atentos ao calendário vacinal e procure um posto de vacinação quando chegar a sua vez. A dose de reforço é fundamental para frear o avanço de novas variantes e reduzir internações e óbitos aqui em nosso estado.”
 

LOC.: Aos 40 anos de idade, o empresário Saulo Batista, de Campo Grande, explica por que fez questão de atender a cada chamado da Secretaria de Saúde e, agora, poder mostrar o cartão de vacina em dia, com as três doses da vacina contra a Covid-19.

TEC./SONORA:  Saulo Batista - empresário
 
“Essas variantes, como a Ômicron, elas têm uma taxa de contágio ainda maior do que as variantes anteriores, elas mostram para a gente, são o sinal de que a pandemia não passou. Portanto, cada um de nós toma a segunda dose e a dose de reforço, a gente dá a nossa contribuição individual para poder deixar o Brasil imunizado." 
 

LOC.: Até agora, no Mato Grosso do Sul, mais de 74% da população está com o esquema vacinal completo, com as três doses da vacina contra a Covid-19. No estado, foram aplicados mais de cinco milhões de imunizantes, em toda a população. Os dados são da Secretaria do estado, atualizados no dia 9 de fevereiro. Quem ainda não tomou a segunda dose da vacina contra a Covid-19, precisa completar o esquema vacinal. E aquelas pessoas que já podem tomar a dose de reforço, também devem buscar o local de vacinação mais próximo o quanto antes.