Estiagem. Foto: Gianni Crestani/Pixabay
Estiagem. Foto: Gianni Crestani/Pixabay

Governo Federal reconhece situação de emergência em cidades do Rio Grande do Norte e do Rio Grande do Sul

A partir de agora, essas localidades poderão solicitar recursos ao Ministério do Desenvolvimento Regional


Quatro municípios do Rio Grande do Sul e outros três do Rio Grande do Norte obtiveram o reconhecimento federal de situação de emergência nesta sexta-feira, 14 de janeiro. Todas são afetadas por desastres naturais relacionados à falta de chuvas.

As cidades gaúchas que obtiveram o status por conta de estiagem são Barão de Cotegipe, Dois Irmãos das Missões, Planalto e São José das Missões. 

Já no território potiguar, Campo Grande, Patu e São Miguel do Gostoso enfrentam seca.

A partir de agora, essas localidades poderão solicitar recursos ao Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR. 

O coronel Alexandre Lucas, secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, explica como os recursos podem ser utilizados.

"Os recursos da Defesa Civil Nacional podem ser empregados de três formas: socorro da população afetada, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de infraestruturas danificadas pelo desastre".

As solicitações de reconhecimento de situação de emergência e de repasse de recursos devem ser feitas pelo Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, o S2iD. A ferramenta pode ser acessada em s2id.mi.gov.br.

Para saber mais sobre as ações do Ministério do Desenvolvimento Regional em Proteção e Defesa Civil, acesse mdr.gov.br. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Quatro municípios do Rio Grande do Sul e outros três do Rio Grande do Norte obtiveram o reconhecimento federal de situação de emergência nesta sexta-feira, 14 de janeiro. Todas são afetadas por desastres naturais relacionados à falta de chuvas.

As cidades gaúchas que obtiveram o status por conta de estiagem são Barão de Cotegipe, Dois Irmãos das Missões, Planalto e São José das Missões. 

Já no território potiguar, Campo Grande, Patu e São Miguel do Gostoso enfrentam seca.

A partir de agora, essas localidades poderão solicitar recursos ao Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR. 

O coronel Alexandre Lucas, secretário Nacional de Proteção e Defesa Civil, explica como os recursos podem ser utilizados.

TEC/SONORA: coronel Alexandre Lucas

"Os recursos da Defesa Civil Nacional podem ser empregados de três formas: socorro da população afetada, restabelecimento de serviços essenciais e recuperação de infraestruturas danificadas pelo desastre".

LOC: As solicitações de reconhecimento de situação de emergência e de repasse de recursos devem ser feitas pelo Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, o S2iD. A ferramenta pode ser acessada em s2id.mi.gov.br.

Para saber mais sobre as ações do Ministério do Desenvolvimento Regional em Proteção e Defesa Civil, acesse mdr.gov.br. 

Reportagem, Vicente Melo