Foto: MDR/divulgação
Foto: MDR/divulgação

Governo Federal disponibiliza R$ 15 milhões para apoiar iniciativas que ampliem acesso à água no semiárido

Edital com esse objetivo foi lançado nessa quarta-feira (20), pelos Ministérios do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI)


O Governo Federal vai disponibilizar R$ 15 milhões para projetos de inovação voltados a garantir água em quantidade e qualidade para a população do semiárido brasileiro. Edital com esse objetivo foi lançado nessa quarta-feira (20), pelos Ministérios do Desenvolvimento Regional (MDR) e da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI).

Presente à cerimônia de lançamento, o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, reforçou a importância de buscar novas soluções para diminuir os problemas da falta de água no país.


“A gente vem falar aqui de pensar diferente. O que mais a gente pode fazer para emancipar todo o problema da falta d’água? É muito difícil. O Brasil, o Nordeste, tem realidade muito diferentes lá dentro, comunidades isoladas, pessoas que passam uma diversidade de problemas que a gente nem imagina. Para resolver esse problema, a gente tem que pensar diferente e é isso que estamos fazendo aqui hoje lançando esse edital”, explica.

Os investimentos vão considerar linhas temáticas para preservação, conservação, captação, produção, armazenagem, distribuição, uso, reuso, gestão e educação em recursos hídricos. 

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, destacou que uma das alternativas para solucionar o problema da falta de água no semiárido é atrair o setor privado para construir novas soluções. 


"Então a proposta desse edital, ele traz essa diferença, que é atrair empresas para construir soluções e ai a máxima da nossa missão, a partir do conhecimento científico e tecnológico, é permitir que as empresas gerem postos de trabalho, gerem renda, gerem nota fiscal, para isso os impostos criam um círculo virtuoso, mas que tenham um compromisso com a qualidade de vida dos brasileiros", pontua.

Para saber mais sobre o edital, acesse mcti.gov.br.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: O Governo Federal vai disponibilizar 15 milhões de reais para projetos de inovação voltados a garantir água em quantidade e qualidade para a população do semiárido brasileiro. Edital com esse objetivo foi lançado nesta quarta-feira, 20 de abril, pelos Ministérios do Desenvolvimento Regional, o MDR, e da Ciência, Tecnologia e Inovações, o MCTI.

Presente à cerimônia de lançamento, o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, reforçou a importância de buscar novas soluções para diminuir os problemas da falta de água no País.

TEC. SONORA: Daniel Ferreira, ministro do Desenvolvimento Regional

"A gente vem falar aqui de pensar diferente. O que mais a gente pode fazer para emancipar todo o problema da falta d’água? É muito difícil. O Brasil, o Nordeste, tem realidade muito diferentes lá dentro, comunidades isoladas, pessoas que passam uma diversidade de problemas que a gente nem imagina. Para resolver esse problema, a gente tem que pensar diferente e é isso que estamos fazendo aqui hoje lançando esse edital”

LOC: Os investimentos vão considerar linhas temáticas para preservação, conservação, captação, produção, armazenagem, distribuição, uso, reuso, gestão e educação em recursos hídricos. 

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Paulo Alvim, destacou que uma das alternativas para solucionar o problema da falta de água no semiárido é atrair o setor privado para construir novas soluções. 

TEC. SONORA: Paulo Alvim, ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações


"Então a proposta desse edital, ele traz essa diferença, que é atrair empresas para construir soluções e ai a máxima da nossa missão, a partir do conhecimento científico e tecnológico, é permitir que as empresas gerem postos de trabalho, gerem renda, gerem nota fiscal, para isso os impostos criam um círculo virtuoso, mas que tenham um compromisso com a qualidade de vida dos brasileiros"

LOC: Para saber mais sobre o edital, acesse mcti.gov.br

Reportagem, Roberta Camargo