Foto: Reprodução/Canal Doutor Ajuda
Foto: Reprodução/Canal Doutor Ajuda

Como diminuir o ácido úrico com a alimentação?

Neste episódio a nutricionista Tânia Rodrigues dá mais detalhes sobre o assunto

Salvar imagem

Você sabia que o excesso de ácido úrico pode estar associado a gota e pedra no rim? Alimentação tem um papel determinante no controle do ácido úrico. Neste episódio a nutricionista Tânia Rodrigues dá mais detalhes sobre o assunto.

As bebidas alcoólicas e o excesso de alimentos ricos em proteínas são os principais fatores nutricionais relacionados ao excesso de ácido úrico no sangue.

Isso porque o ácido úrico é um composto derivado da digestão das proteínas ricas em purinas. Dependendo do paciente, a redução de peso é indicada. Mas aqui cabe uma outra orientação: Você deve perder peso gradativamente. Falo isso porque existe um tipo de dieta para emagrecer rápido muito rica em proteína e pobre em carboidrato chamada de dieta cetogênica que aumenta os níveis de ácido úrico ao invés de reduzi-lo.

O jejum prolongado tem efeito semelhante ao da dieta cetogênica. É por isso que ambas as estratégias não devem ser usadas para quem quer ou precisa perder peso e tem ácido úrico elevado. 

Um outro ponto que eu quero destacar tem relação com os carboidratos: Os carboidratos não devem ser retirados da dieta. Em casos de restrição desse nutriente, o organismo fica sem energia e começa a usar massa magra ou proteína como fonte para realizar suas funções. Usando mais proteína como fonte de energia, há aumento do ácido úrico. O excesso de gordura deve ser evitado. Prefira carnes menos gordurosas e opte por preparações grelhadas ao invés de frituras.

As proteínas apesar de serem fontes de purina, não podem ser retiradas da alimentação. É indicado consumo moderado deste nutriente e prefira os alimentos que contenham menos purina. Prefira consumir frango sem pele, peixes como pescada, leguminosas (feijão, lentilha), arroz, massas, pães, manteiga. 

Muito cuidado com o sal, ele não deve ser ingerido em grande quantidade, isso dificulta a excreção do ácido úrico, favorecendo seu acúmulo. Você pode usar temperos naturais e fazer um sal de ervas. Já a água é muito bem-vinda, ela ajuda a eliminar o ácido úrico do organismo.

O ômega 3 tem papel anti-inflamatório, muito interessante para este caso. Só cuidado com a fonte deste nutriente, ele pode ser encontrado nos peixes (sardinha, atum), mas eles também possuem purina. Então converse com seu médico sobre a quantidade e sobre a possibilidade de consumir o ômega 3 de fontes vegetais como a linhaça e a chia. Sempre siga as orientações do seu médico. Mas lembre-se, uma alimentação saudável, com menos produtos industrializados, com muitas frutas e verduras e deixando o álcool de lado, inclusive a cerveja, ela tem bastante purina, é a chave para os níveis de ácido úrico ficarem mais baixos e você não sofrer com essas dores.

Para saber mais detalhes sobre o assunto, assista ao vídeo no canal Dr. Ajuda.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.