Foto: Annie Spratt / Unsplash
Foto: Annie Spratt / Unsplash

Autotestes de Covid-19 começam a ser vendidos nas farmácias

Os autotestes para a detecção da Covid-19 já começaram a chegar nas farmácias. A expectativa é que na próxima semana já esteja disponível em todo o Brasil


As redes de farmácias de vários estados brasileiros já começaram a comercializar os autotestes de Covid-19 nesta sexta-feira (4). A metodologia foi aprovada pela Anvisa para ser realizada no Brasil em janeiro. Até agora, a Agência liberou seis modelos de testes.

Em uma rede de farmácias, por exemplo, o autoteste está à venda por R$ 69,90, mas ainda não está disponível em todas as lojas. A expectativa é que até a próxima semana, mais unidades já tenham o produto a pronta entrega. 

O autoteste usa a coleta por meio do swab (aquele cotonete para a coleta de secreção nasal). Diferentemente dos testes de antígeno realizados por profissionais da saúde, que fazem a coleta profunda na nasofaringe, o autoteste capta a secreção mais superficial. 

Covid-19: qual o melhor teste para detectar o vírus?

Brasil alcança marca de 460 milhões de vacinas distribuídas e já tem doses para vacinar todas as crianças de 5 a 11 anos

Como coletar 

A pessoa deve higienizar bem as mãos com água e sabão para manusear o pacote. O autoteste vem com um swab (cotonete), um tubo plástico com o líquido para a detecção do antígeno e um cartão teste. Além disso, o teste vem com a bula com instruções de uso. 

  1. Procure um local distante de outras pessoas;
  2. Abra as embalagens com as mãos higienizadas;
  3. Incline a cabeça para trás e introduza o cotonete no nariz (no máximo até 2,5 cm). Gire o cotonete por cerca de dez vezes em cada narina (é normal sentir incômodo);
  4. Coloque a amostra do cotonete no tubo que contém a solução reagente;
  5. Gire o cotonete por dez vezes dentro do tubo; 
  6. Retire o cotonete. Na hora que for retirar, pressione o tubo para extrair o excesso de líquido do algodão;
  7. Feche o tubo;
  8. Coloque o líquido do tubo com a tampa conta-gotas no cartão teste;
  9. Aguarde a reação que deve durar cerca de 15 minutos; 
  10.  Descarte todo o material usado dentro da embalagem que veio. Trata-se de um descarte de rejeito, apesar do material ser de plástico não pode ser colocado junto com o lixo reciclável.

Interpretando o resultado

O cartão teste tem um visor que apresenta riscos: um tracinho significa resultado negativo. Dois tracinhos, positivos; Caso apresente um traço no meio, o teste foi inconclusivo.  

Arte: Joksã Natividade /ABR

A biomédica sanitarista especialista em microbiologia clínica Fabiana Nunes alerta para o risco de testes mal executados. “A grande preocupação é o teste falso negativo. Significa que ela tem o Sars-CoV-2 e ela transmite e não foi detectado porque não foi feito de forma adequada”, pontua. 

A Anvisa não considera os resultados do autoteste para fins de diagnóstico. O resultado é usado apenas para a orientação. No caso de testes positivos, é necessário um diagnóstico feito por um profissional de saúde. 
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: As redes de farmácias de vários estados brasileiros já começaram a comercializar os autotestes de Covid-19 nesta sexta-feira (4). A metodologia foi aprovada pela Anvisa para ser realizada no Brasil em janeiro. Até agora, a Agência liberou seis modelos de testes.

Em uma rede de farmácias, por exemplo, o autoteste está à venda por 69 reais e 90 centavos, mas ainda não está disponível em todas as lojas. A expectativa é que até a próxima semana, mais unidades já tenham o produto a pronta entrega. 

No autoteste a pessoa faz a coleta de secreção nasal por um cotonete chamado Swab. Diferentemente dos testes de antígeno, realizados por profissionais da saúde que fazem a coleta profunda na nasofaringe, o autoteste capta a secreção mais superficial. 

A biomédica especialista em microbiologia Fabiana Nunes alerta para a necessidade de higienizar bem as mãos e o espaço onde será feito o teste. Ela pondera os riscos da testagem. 
 

TEC./SONORA: Fabiana Nunes, biomédica

“É uma possibilidade que o indivíduo tem de executar o teste em casa, né? Sem o ambiente laboratorial, sem a presença de um profissional. Qual é a grande preocupação? É o resultado falso negativo é o fato da pessoa realizar o teste, não colher de forma adequada ou não executar de forma adequada e ter um teste falso, negativo significa que ela tem o o no caso aqueles que detectam a tigela tem o SARS-CoV e ela transmite o SARS-CoV e não foi detectado porque o teste foi feito de forma inadequada."
 

LOC.: O kit do autoteste é composto por um cotonete swab, um tubo com reagente e um cartão teste. Os resultados saem em até 30 minutos. Mas esse resultado não é aceito como diagnóstico. Serve apenas para orientação. Em caso de positivo, é fundamental o acompanhamento por profissionais de saúde. 

Reportagem, Angélica Córdova