TEIXEIRA DE FREITAS (BA): Apenas 8% das meninas entre 11 e 13 anos tomaram segunda dose da vacina contra HPV, no município

Segunda dose da vacina contra HPV é segura e está disponível para meninas entre 11 e 13 anos nos postos de saúde, de Teixeira de Freitas

SalvarSalvar imagem

REPÓRTER: No município de Teixeira de Freitas, na Bahia, o número de meninas vacinadas contra o vírus HPV é preocupante. Segundo dados do Ministério da Saúde, menos de um por cento das adolescentes haviam tomado a imunização, até o fim de 2014. Segundo a secretaria Municipal de Saúde, o problema está na atualização dos dados e, que mesmo assim, a meta de 80 por cento estipulada pelo ministério ainda não foi alcançada. A coordenadora da Área de Imunização, Rose Dalva Barreto, convida as adolescentes para a vacinação, ela explica que, a dose oferecida no Sistema Único de Saúde é apenas para meninas de 11 a 13 anos de idade, que ainda não iniciaram a vida sexual.
 
SONORA: Coordenadora do PNI, Rose Dalva Barreto
 
“Que realmente essa vacina ela tem um objetivo preventivo. Então, porque a faixa etária e reduzida? Por que realmente a gente sabe que o jovem hoje eles tem tido um contato sexual muito precoce. Então as pessoas tem que entender que a vacina e para prevenir e não para curar para tratar lesões que já estão estabelecidas, porque alguém que já tem uma lesão e toma a vacina esta tirando essa vacina de alguém que ainda não foi exposto ao HPV pela restrição quantitativa da vacina.”  
 
REPÓRTER: A vacina contra o HPV é a principal forma de prevenir o câncer do colo do útero. A segunda dose é oferecida para meninas de 11 a 13 anos de idade, por ser a faixa etária onde a imunização é mais completa. É o que explica, o diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch.
 
SONORA: Diretor de Vigilância das Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch
 
"Se, nós elegêssemos uma idade maior para o início da vacinação, provavelmente nós vacinaríamos muitas jovens que já tiveram contato com o vírus. Então a maneira de tornar melhor o aproveitamento da vacina, ou seja, alcançar uma quantidade maior de meninas, que terão um efeito benéfico da vacina, é utilizando aos 11 anos de idade."
 
REPÓRTER: As meninas dentro da faixa etária de vacinação devem ir ao posto de saúde para tomar a segunda dose contra o HPV. Para a segunda fase, não é preciso da autorização dos responsáveis, mas a adolescente deve levar à unidade de saúde o cartão de vacina ou a carteira de identidade.
 
Reportagem, Henrique Carmo 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.