Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

SANGUE: Salvar vidas é simples, basta ser doador

Se você pudesse ajudar a salvar mais ou menos 12 vidas por ano, de forma simples, rápida e segura, você iria colaborar?

Salvar imagemTexto para rádio

Se você pudesse ajudar a salvar mais ou menos 12 vidas por ano, de forma simples, rápida e segura, você iria colaborar? É exatamente isso que acontece quando você doa sangue. Isso porque, cada doação pode ajudar até quatro vidas. Ou seja, se você doar a cada três meses, pode ajudar a manter vivas até doze pessoas. Aqui no Brasil, temos uma média de três milhões de doações de sangue por ano, número que está dentro dos parâmetros recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar disso, todos temos que fazer nossa parte, como explica o coordenador de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormitag. 

“As pessoas viajam tem outras prioridades, então o que existe é uma diminuição dos estoques dos hemocentros, dos bancos de sangue. De modo que nós sempre recomendamos e pedimos à população que não se esqueça que essas pessoas continuam precisando de sangue. E que esse ato de generosidade e de altruísmo do cidadão, ele não deixe de acontecer porque temos quatro, cinco ou seis dias de festas ou feriados”.

Por isso, é importante que você ajude a manter os estoques de sangue abastecidos. Como a medicina ainda não conseguiu criar um substituto para o sangue, essa ajuda voluntária, é a única forma de salvar algumas vidas, como afirma Flávio Vormitag. 

“A doação de sangue é vital para muitas pessoas que sofrem de doenças crônicas, sofrem acidente ou precisam de cirurgias, porque o sangue é insubstituível! Não existe um substituto artificial fabricado para o sangue. Então a doação de sangue pode ajudar, pelo menos, quatro outras pessoas. Essa é a conta que nós fazemos. Mas em muitos casos até mais, porque pode tirar outros elementos do sangue que podem ajudar outras pessoas, mas no mínimo quatro pessoas”.

Podem doar sangue pessoas com peso mínimo de 50 quilos que tenham entre 18 e 69 anos e jovens com idade entre 16 e 17 anos que tenha o consentimento formal do responsável legal. O candidato não deve estar cansado, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não deve estar em jejum. Além disso, no dia da doação é importante estar bem hidratado e continuar a hidratação em seguida, além de tomar o refresco ou o lanche que o local da coleta oferece. Para doar, é obrigatório levar um documento oficial com foto.

Fonte: Brasil 61

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Se você pudesse ajudar a salvar mais ou menos 12 vidas por ano, de forma simples, rápida e segura, você iria colaborar? É exatamente isso que acontece quando você doa sangue. Isso porque, cada doação pode ajudar até quatro vidas. Ou seja, se você doar a cada três meses, pode ajudar a manter vivas até doze pessoas. Aqui no Brasil, temos uma média de três milhões de doações de sangue por ano, número que está dentro dos parâmetros recomendados pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Apesar disso, todos temos que fazer nossa parte, como explica o coordenador de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormitag. 

“As pessoas viajam tem outras prioridades, então o que existe é uma diminuição dos estoques dos hemocentros, dos bancos de sangue. De modo que nós sempre recomendamos e pedimos à população que não se esqueça que essas pessoas continuam precisando de sangue. E que esse ato de generosidade e de altruísmo do cidadão, ele não deixe de acontecer porque temos quatro, cinco ou seis dias de festas ou feriados”.

Por isso, é importante que você ajude a manter os estoques de sangue abastecidos. Como a medicina ainda não conseguiu criar um substituto para o sangue, essa ajuda voluntária, é a única forma de salvar algumas vidas, como afirma Flávio Vormitag. 

 

“A doação de sangue é vital para muitas pessoas que sofrem de doenças crônicas, sofrem acidente ou precisam de cirurgias, porque o sangue é insubstituível! Não existe um substituto artificial fabricado para o sangue. Então a doação de sangue pode ajudar, pelo menos, quatro outras pessoas. Essa é a conta que nós fazemos. Mas em muitos casos até mais, porque pode tirar outros elementos do sangue que podem ajudar outras pessoas, mas no mínimo quatro pessoas”.

Podem doar sangue pessoas com peso mínimo de 50 quilos que tenham entre 18 e 69 anos e jovens com idade entre 16 e 17 anos que tenha o consentimento formal do responsável legal. O candidato não deve estar cansado, não ter ingerido bebida alcoólica nas 12 horas anteriores à doação e não deve estar em jejum. Além disso, no dia da doação é importante estar bem hidratado e continuar a hidratação em seguida, além de tomar o refresco ou o lanche que o local da coleta oferece. Para doar, é obrigatório levar um documento oficial com foto.