Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará
Foto: Pedro Guerreiro/Agência Pará

Ministério da Saúde atualiza entregas e compras das vacinas contra Covid-19

As entregas serão realizadas toda semana totalizando mais de 100 milhões de doses até julho


O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou o início das entregas de novos lotes da vacina AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz, a partir da próxima quarta-feira (17). As mesmas serão realizadas toda semana totalizando mais de 100 milhões de doses até julho. Com isso, o ministro acredita que vai conseguir distribuir aos estados todas as doses previstas para março, levando em consideração também as vacinas entregues pelo Butantan, pelo consórcio Covax Facility e pelo laboratório Precisa.

Vacina e reformas estruturantes: deputado Daniel Coelho indica caminho para recuperação da economia pernambucana

MINUTO UNICEF: higienização das mãos deve ser parte do cronograma escolar

O ministro ainda afirmou que a negociação com os laboratórios Pfizer e Janssen entram na fase final para a compra das doses. Desta forma, assim que os contratos forem firmados, serão garantidas mais 100 milhões de doses da vacina Pfizer e 38 milhões de doses da Jonhson & Jonhson (produzida pela Janssen) para reforçar a vacinação da população brasileira contra a Covid-19. As vacinas da Pfizer estão previstas para o segundo e terceiro trimestres deste ano, enquanto as da Jonhson & Jonhson estão programadas para o segundo semestre de 2021.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: 

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou o início das entregas de novos lotes da vacina AstraZeneca, produzidas pela Fiocruz, a partir da próxima quarta-feira (17). As mesmas serão realizadas toda semana totalizando mais de 100 milhões de doses até julho. Com isso, o ministro acredita que vai conseguir distribuir aos estados todas as doses previstas para março, levando em consideração também as vacinas entregues pelo Butantan, pelo consórcio Covax Facility e pelo laboratório Precisa.


O ministro ainda afirmou que a negociação com os laboratórios Pfizer e Janssen entram na fase final para a compra das doses. Desta forma, assim que os contratos forem firmados, serão garantidas mais 100 milhões de doses da vacina Pfizer e 38 milhões de doses da Jonhson & Jonhson (produzida pela Janssen) para reforçar a vacinação da população brasileira contra a Covid-19. As vacinas da Pfizer estão previstas para o segundo e terceiro trimestres deste ano, enquanto as da Jonhson & Jonhson estão programadas para o segundo semestre de 2021.