Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

CMO aprova parecer das receitas de 2021

Receitas primárias foram reestimadas, e ficaram em quase R$ 1,6 trilhão


A Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (3) o parecer das receitas de 2021. O deputado Beto Pereira (PSDB-MS) foi o relator do texto. 

As receitas primárias foram reestimadas, e ficaram em quase R$ 1,6 trilhão. O valor inclui o Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e apresenta um aumento de 2,3% ao montante apresentado pelo Poder Executivo em agosto de 2020.

Ipea eleva em 3,7% a projeção de inflação em 2021

O relatório apontou um déficit de R$ 247,1 bilhões na meta fiscal do governo central, o que inclui as contas do Tesouro, Banco Central e Previdência. 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: A Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso Nacional aprovou nesta quarta-feira (3) o parecer das receitas de 2021. O deputado Beto Pereira (PSDB-MS) foi o relator do texto. 

As receitas primárias foram reestimadas, e ficaram em quase R$ 1,6 trilhão. O valor inclui o Regime Geral de Previdência Social (RGPS) e apresenta um aumento de 2,3% ao montante apresentado pelo Poder Executivo em agosto de 2020.

O relatório apontou um déficit de R$ 247,1 bilhões na meta fiscal do governo central, o que inclui as contas do Tesouro, Banco Central e Previdência. 

Reportagem, Paulo Oliveira