Governo Federal
Governo Federal

Brasil habilita 136 estabelecimentos para exportar produtos de origem animal no primeiro trimestre, diz Ministério da Agricultura

De acordo com o Mapa, números recentes apontam para o crescimento do Brasil no mercado internacional


No primeiro trimestre de 2021, o Brasil habilitou mais 136 estabelecimentos para exportar produtos de origem animal. O sinal verde foi obtido pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Durante os três primeiros meses do ano, seis novos mercados para exportação de produtos de origem animal e três para exportação de produtos para alimentação animal foram abertos. Segundo o ministério, mais de 24 mil produtos de origem animal conseguiram registro automático este ano. 

Agronegócio brasileiro bate recorde nas exportações e arrecada mais de US 11 bi em março

Maranhão é destaque no ranking brasileiro de produção de pescado

Imposto de importação do milho e soja é suspenso até fim do ano

A pasta assegura que, mesmo em meio à pandemia da Covid-19, mantém suas atividades essenciais em funcionamento para garantir a oferta de alimentos para o Brasil e o mundo. De acordo com o Mapa, os números recentes apontam para o crescimento do Brasil no mercado internacional.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: No primeiro trimestre de 2021, o Brasil habilitou mais 136 estabelecimentos para exportar produtos de origem animal. O sinal verde foi obtido pelo Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal da Secretaria de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento
(Mapa).

Durante os três primeiros meses do ano, seis novos mercados para exportação de produtos de origem animal e três para exportação de produtos para alimentação animal foram abertos. Segundo o ministério, mais de 24 mil produtos de origem animal conseguiram registro automático este ano. 

A pasta assegura que, mesmo em meio à pandemia da Covid-19, mantém suas atividades essenciais em funcionamento para garantir a oferta de alimentos para o Brasil e o mundo. De acordo com o Mapa, os números recentes apontam para o crescimento do Brasil no mercado internacional.

Reportagem, Felipe Moura