Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal jr/Agência Brasil

Apenas 52% dos contribuintes já enviaram declaração do imposto de renda

Quase metade dos contribuintes ainda não enviaram a declaração, a 27 dias do fim do prazo


Apenas 52% dos contribuintes já enviaram declaração do imposto de renda de 2021. A informação é da Receita Federal, que divulgou o primeiro balanço deste mês de maio. 

A 27 dias do fim do prazo, o Fisco ainda espera receber até 32.619.749 declarações. O prazo de entrega começou em 1º de março e vai até 31 de maio, data limite adiada em um mês devido às dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia da Covid-19.

O prazo pode ser novamente adiado, pois a Câmara dos Deputados já aprovou projeto de lei que propõe um prazo limite em 31 de julho. O texto também foi aprovado no Senado e agora depende de sanção presidencial para ser confirmado.

Imposto de Renda 2021: tire suas dúvidas para acertar as contas com o Leão

Receita mantém calendário de pagamento da restituição de Imposto de Renda

Auxílio emergencial: quem precisa declarar Imposto de Renda?

O contribuinte que perder o prazo de envio da declaração terá de pagar multa de R$165,74, ou 1% do imposto devido, prevalecendo o maior valor. A declaração é obrigatória para quem recebeu acima de R$28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2020, ou seja, um salário acima de R$1.903,98, incluído o décimo terceiro.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Apenas 52% dos contribuintes já enviaram declaração do imposto de renda de 2021. A informação é da Receita Federal, que divulgou o primeiro balanço deste mês de maio. 

A 27 dias do fim do prazo, o Fisco ainda espera receber até 32.619.749 declarações. O prazo de entrega começou em 1º de março e vai até 31 de maio, data limite adiada em um mês devido às dificuldades no recolhimento de documentos impostas pela pandemia da Covid-19.

O prazo pode ser novamente adiado, pois a Câmara dos Deputados já aprovou projeto de lei que propõe um prazo limite em 31 de julho. O texto também foi aprovado no Senado e agora depende de sanção presidencial para ser confirmado.

O contribuinte que perder o prazo de envio da declaração terá de pagar multa de R$165,74, ou 1% do imposto devido, prevalecendo o maior valor. A declaração é obrigatória para quem recebeu acima de R$28.559,70 em rendimentos tributáveis em 2020, ou seja, um salário acima de R$1.903,98, incluído o décimo terceiro.