Cursos oferecem profissionalização. Foto: Divulgação/Governo de São Paulo
Cursos oferecem profissionalização. Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

São Paulo: Fundo Social lança edital de cursos gratuitos para prefeituras

As áreas são de beleza e bem-estar, moda, gastronomia, construção civil, administração e informática


Na última semana (21), o Fundo Social de São Paulo (FUSSP) lançou o edital para manifestação de interesse na implantação de cursos de capacitação profissional em municípios paulistas. O objetivo é que as prefeituras possam proporcionar oportunidades de aprendizado e desenvolvimento para pessoas em situação de vulnerabilidade social, contribuindo para inclusão no mercado de trabalho e ações de empreendedorismo.

A Presidente do Conselho do Fundo Social de São Paulo, Berenice Giannella explica os municípios podem oferecer os cursos para a população local. 

“As prefeituras que quiserem aderir nesse primeiro momento, já que é apenas um edital de manifestação de interesse, devem encaminhar o ofício manifestando o interesse em receber os cursos e preencher também o anexo informando que tem as condições para realizar o curso, como o local de realização e o equipamento necessário para realização do curso. Uma vez que o convênio vai prever o repasse do valor para o professor que vai dar a aula, que vai ministrar o curso e para os insumos que serão necessários para que o curso se concretize. E cabe ao município oferecer o espaço físico e o maquinário, os equipamentos todos para o curso”, explicou.

As Prefeituras têm até 21 de setembro para se inscrever. Para participar, devem enviar um ofício (modelo disponível no edital) por e-mail, demonstrando interesse em sediar os cursos, além de fornecer uma declaração confirmando a disponibilidade de espaço físico e equipamentos necessários para as aulas (também conforme o modelo do edital). O FUSSP se responsabiliza pelo financiamento dos professores e dos materiais utilizados, assegurando um ambiente propício para o aprendizado.

O convênio a ser estabelecido terá a duração de dois anos. Estão sendo disponibilizados 17 cursos de qualificação profissional nas áreas de Beleza e Bem-Estar, Moda, Gastronomia, Administração, Informática e Construção Civil. Em cada convênio, o município deve escolher três áreas e dois cursos para cada uma delas, totalizando seis cursos a serem realizados.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Na última semana (21) o Fundo Social de São Paulo (FUSSP) lançou o edital para manifestação de interesse na implantação de cursos de capacitação profissional em municípios paulistas. O objetivo é que as prefeituras possam proporcionar oportunidades de aprendizado e desenvolvimento para pessoas em situação de vulnerabilidade social, contribuindo para inclusão no mercado de trabalho e ações de empreendedorismo.

A Presidente do Conselho do Fundo Social de São Paulo, Berenice Giannella explica os municípios podem oferecer os cursos para a população local. 

TEC/SONORA: Presidente do Conselho do Fundo Social de São Paulo, Berenice Giannella

"As prefeituras que quiserem aderir nesse primeiro momento, já que é apenas um edital de manifestação de interesse, devem encaminhar o ofício manifestando o interesse em receber os cursos e preencher também o anexo informando que tem as condições para realizar o curso, como o local de realização e o equipamento necessário para realização do curso. Uma vez que o convênio vai prever o repasse do valor para o professor que vai dar a aula, que vai ministrar o curso e para os insumos que serão necessários para que o curso se concretize. E cabe ao município oferecer o espaço físico e o maquinário, os equipamentos todos para o curso”.


LOC.: As prefeituras têm prazo até 21 de setembro para se inscrever. Para participar, devem enviar um ofício (modelo disponível no edital) por e-mail, demonstrando interesse em sediar os cursos, além de fornecer uma declaração confirmando a disponibilidade de espaço físico e equipamentos necessários para as aulas (também conforme o modelo do edital). O FUSSP se responsabiliza pelo financiamento dos professores e dos materiais utilizados, assegurando um ambiente propício para o aprendizado.

Reportagem, Daniela Gomes