Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Pré-cadastro para testes da ButanVac deve iniciar ainda esta semana

Vacina será desenvolvida com tecnologias próprias do Instituto Butantan. Voluntários acima de 18 anos podem participar


O Instituto Butantan pretende iniciar, ainda nesta semana, um pré-cadastro de voluntários para testar a vacina ButanVac. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já autorizou uma primeira fase de testes clínicos em humanos. O desenvolvimento complementar da vacina será todo feito com tecnologia do Butantan.

Até o fim desta semana, o governo paulista deve lançar um site onde os voluntários poderão preencher um pré-cadastro. A fase inicial de estudos em humanos busca avaliar a segurança da vacina e sua capacidade de induzir uma resposta imunológica. A fase foi a única autorizada pela Anvisa, da qual terá a participação de 400 voluntários na primeira etapa. Poderão participar pessoas acima de 18 anos, incluindo os adultos já vacinados ou que já tiveram Covid-19.

Covid-19: vacina da Janssen chega ao Brasil na próxima semana

Covid-19: mais da metade dos municípios começaram vacinação por faixa etária

Lei que destina recursos para testes de vacinas nacionais de Covid é sancionada

Segundo João Doria, governador de São Paulo, as vantagens da ButanVac são o custo reduzido e a fabricação local, sem que seja necessário a importação de insumo farmacêutico ativo (IFA).

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O Instituto Butantan pretende iniciar, ainda nesta semana, um pré-cadastro de voluntários para testar a vacina ButanVac. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já autorizou uma primeira fase de testes clínicos em humanos. O desenvolvimento complementar da vacina será todo feito com tecnologia do Butantan.

Até o fim desta semana, o governo paulista deve lançar um site onde os voluntários poderão preencher um pré-cadastro. A fase inicial de estudos em humanos busca avaliar a segurança da vacina e sua capacidade de induzir uma resposta imunológica. A fase foi a única autorizada pela Anvisa, da qual terá a participação de 400 voluntários na primeira etapa. Poderão participar pessoas acima de 18 anos, incluindo os adultos já vacinados ou que já tiveram Covid-19.

Segundo João Doria, governador de São Paulo, as vantagens da ButanVac são o custo reduzido e a fabricação local, sem que seja necessário a importação de insumo farmacêutico ativo (IFA).

Reportagem, Poliana Fontenele