Foto: Gustavo / Adobe Stock
Foto: Gustavo / Adobe Stock

Pesquisa levanta informações sobre a segurança alimentar nos municípios

Os dados do estudo do Ministério da Cidadania vão ajudar na elaboração de políticas públicas mais adequadas


Os municípios brasileiros já podem participar do Mapeamento de Segurança Alimentar e Nutricional 2022. Esta é a quarta edição da pesquisa de Segurança Alimentar. A primeira edição foi em 2014 e a última, em 2018. A expectativa do Ministério da Cidadania é que mais de 3,3 mil municípios participem da coleta de dados para a composição do mapeamento.  Cada município pode fazer o preenchimento das informações até o dia 2 de julho, via internet

O diretor do Departamento de Estruturação de Equipamentos Públicos do Ministério da Cidadania, Luis Romaguera, explica que é fundamental a adesão dos municípios para que as políticas públicas na área de segurança alimentar possam ser aperfeiçoadas. 

“A adesão à pesquisa é voluntária e a sua participação contribui significativamente para o fortalecimento do SISAN nacional e para o aprimoramento das políticas públicas que visem a garantia do direito humano à alimentação adequada em todo o território nacional. É importante que gestor ou gestora responsável pelo preenchimento do questionário, seja alguém que conheça o melhor possível as ações que são realizadas no município”, explica.


Falar em segurança alimentar envolve questões como a quantidade e qualidade da alimentação da população. Gustavo Chianca, representante do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação (FAO), explica que o conceito que envolve a segurança alimentar traz desafios complexos. “Ele inclui a fome, a má nutrição, doenças relacionadas à alimentação, uma alimentação que, muitas vezes, não é saudável”, complementa. 

Os gestores municipais podem buscar mais informações pelo e-mail mapasan@cidadania.gov.br; pelos telefones (61) 2030-1051/1129/2066 ou pelo Whatsapp (61) 2030-2066.
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Os municípios brasileiros já podem participar do Mapeamento de Segurança Alimentar e Nutricional 2022. Esta é a quarta edição da pesquisa de Segurança Alimentar. A primeira edição foi em 2014 e a última, em 2018. 

O diretor do Departamento de Estruturação de Equipamentos Públicos do Ministério da Cidadania, Luis Romaguera, explica que é fundamental a adesão dos municípios para que as políticas públicas na área de segurança alimentar possam ser aperfeiçoadas. 
 

TEC//SONORA: Luis Romaguera, diretor do Departamento de Estruturação de Equipamentos Públicos do Ministério da Cidadania

“A adesão à pesquisa é voluntária e a sua participação contribui significativamente para o fortalecimento do SISAN nacional e para o aprimoramento das políticas públicas que visem a garantia do direito humano à alimentação adequada em todo o território nacional. É importante que gestor ou gestora responsável pelo preenchimento do questionário, seja alguém que conheça o melhor possível as ações que são realizadas no município”.
 

LOC: Falar em segurança alimentar envolve questões como a quantidade e qualidade da alimentação da população. A expectativa do Ministério da Cidadania é que mais de 3,3 mil municípios participem da coleta de dados para a composição do mapeamento.  Cada município pode fazer o preenchimento das informações até o dia 2 de julho, via internet. 

Reportagem, Angélica Cordova