Foto: Agência Brasil/EBC
Foto: Agência Brasil/EBC

Índice Geral de Preços subiu 0,05% em agosto

Índice acumula resultados negativos de 5,30% em 2023 e 6,90% em 12 meses


O Índice Geral de Preços  Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu levemente, em 0,05% em agosto. No mês anterior, o índice havia registrado queda. Com este resultado, o índice acumula resultados negativos de 5,30% no ano e de 6,90% em 12 meses. 

Em agosto de 2022, o índice havia caído 0,55%, mas acumulava elevação de aproximadamente 8,67% em 12 meses.

O IGP-DI é composto por três índices diferentes: Índice de Preços por Atacado (IPA-DI), Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI) e Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-DI). 

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 0,10% em agosto. No mês anterior, o índice havia apresentado queda de 0,61%. O principal responsável pela aceleração em agosto foi o item combustíveis. 

Se desconsiderados os combustíveis, os bens intermediários tiveram queda em agosto, de 1,00%, motivados principalmente por bovinos (-5,35%), minério de ferro (de 1,95% para 0,19%) e suínos (-0,80%). 

Em sentido oposto, houve aumento de preços de café em grãos (-11,26% para -1,30%), mandioca/aipim (3,15%) e arroz em casca (6,33%). 

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) caiu 0,22% em agosto. As principais contribuições para este movimento partiram dos seguintes itens: passagem aérea (6,20% para -16,33%), gasolina (4,08% para 1,24%), hortaliças e legumes (0,13% para -6,87%), serviços bancários (0,63% para -0,05%) e mensalidade para TV por assinatura (0,22% para 0,00%).

Em contrapartida, tiveram alta os itens tarifa de eletricidade residencial (-4,64% para 2,42%), artigos de higiene e cuidado pessoal (-0,04% para 0,45%) e calçados (-0,29% para -0,11%).

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) subiu aproximadamente 0,20% em agosto, ante 0,10% no mês anterior. Os três grupos componentes do INCC registraram as seguintes variações na passagem de julho para agosto: materiais e equipamentos (-0,28% para -0,18%), serviços (0,85% para 0,25%) e mão de obra (0,50% para 0,61%).

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Economia, FGV-IBRE
 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) subiu levemente, em 0,05% em agosto. No mês anterior, o índice havia registrado queda. Com este resultado, o índice acumula resultados negativos no ano e em 12 meses. 

O IGP-DI é composto por três índices diferentes: 

Os principais responsáveis pela aceleração em agosto foram os itens combustíveis, café em grãos, mandioca/aipim e arroz em casca.

Por outro lado, tiveram queda o preço da carne bovina, suínos e minério de ferro. Além deles, há baixa de serviços bancários e mensalidade para TV por assinatura. 

Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Economia, FGV-IBRE. 

Reportagem, Luigi Mauri, narração, Sophia Stein.