Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Índice da bolsa de valores tem queda

Ibovespa permanece no negativo após mais um dia de tensão


O índice da bolsa de valores brasileira (Ibovespa) segue no negativo, após mais um dia de aversão aos investimentos de risco. Os investidores acompanharam a piora do humor externo, com a escalada de conflito no Oriente Médio, além da perspectiva de demora do corte de juros nos Estados Unidos. No Brasil, a declaração do Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, sobre nova meta de déficit para 2025, também desfavoreceu o desempenho da bolsa de valores. 

Entre as ações mais negociadas, o Itaú (ITUB4) teve queda de 1,70% e a própria B3 (B3SA3) caiu 1,95%. 

Para as demais ações, as quedas foram da CVC Brasil (CVCB3), Magazine Luiza (MGLU3) e Grupo Vamos (VAMO3), que caíram 9,40%, 7,85% e 6,40%. 

As altas do último fechamento foram da BRF (BRFS3), Marfrig (MRFG3) e JBS (JBSS3), que subiram 10,15%, 4,80% e 4,20%. 

No último fechamento, foram negociados R$ 27,3 bilhões. O índice está cotado a 125.333 pontos. 

Os dados da bolsa de valores brasileira podem ser consultados no site da B3.

 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O índice da bolsa de valores brasileira (Ibovespa) segue no negativo, após mais um dia de aversão aos investimentos de risco. Os investidores acompanharam a piora do humor externo, com a escalada de conflito no Oriente Médio, além da perspectiva de demora do corte de juros nos Estados Unidos. No Brasil, a declaração do Ministro da Fazenda, Fernando Haddad, sobre nova meta de déficit para 2025, também desfavoreceu o desempenho da bolsa de valores. 

Entre as ações mais negociadas, o Itaú teve queda de 1,70% e a própria B3 caiu 1,95%. 

Para as demais ações, as quedas foram da CVC Brasil, Magazine Luiza e Grupo Vamos. 

As altas do último fechamento foram da BRF, Marfrig e JBS. 

No último fechamento, foram negociados R$ 27,3 bilhões. O índice está cotado a 125.333 pontos. 

Os dados da bolsa de valores brasileira podem ser consultados no site da B3.

Reportagem, Luigi Mauri, narração, Lívia Braz.