Reunião entre os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, definiu que o valor de investimento do Governo Federal no metrô de Belo Horizonte (Foto: Adalberto Marques/MDR)
Reunião entre os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, definiu que o valor de investimento do Governo Federal no metrô de Belo Horizonte (Foto: Adalberto Marques/MDR)

Governo Federal vai investir R$ 2,8 bilhões para melhorias e ampliação do metrô de Belo Horizonte

Valor foi definido após reunião entre os ministros do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, e da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o governador de Minas Gerais, Romeu Zema


O Governo Federal vai investir R$ 2,8 bilhões para ampliar o metrô de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O valor foi definido durante reunião nesta quarta-feira (25), entre os Ministérios do Desenvolvimento Regional, o MDR, e da Infraestrutura com o governo mineiro.

"Entendendo a necessidade de fazer uma valoração dessa importante ferramenta, que é o metrô da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Chegou aí a um bom termo, a necessidade de termos essa associação, essa parceria com o governo do estado", afirma o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

Os investimentos totais podem superar R$ 3,7 bilhões. Neste valor, estão contabilizados aportes da União, do governo mineiro e de receitas da futura concessão do metrô.

Esse recurso faz parte do processo de desestatização da Companhia Brasileira de Trens Urbanos, a CBTU, em Belo Horizonte. A empresa é vinculada ao MDR e foi qualificada para ser concedida à iniciativa privada pelo Programa de Parcerias de Investimentos, o PPI.

Na avaliação do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o investimento do Governo Federal vai atender a uma urgência da capital mineira. "Era necessário trazer também o investimento para Minas Gerais e nada melhor do que o metrô, que vai resolver um problema de mobilidade."

Segundo o governador de Minas, Romeu Zema, os investimentos no metrô vão ajudar a colocar Belo Horizonte no mesmo patamar de outras grandes cidades brasileiras na questão da mobilidade urbana.

"O que nós temos hoje, de metrô, é algo ínfimo, se comparado a outras cidades do mesmo porte. Então, é uma obra que está vindo com décadas de atraso, mas o importante é que está vindo, que será concretizada."

A Linha 1 do metrô de Belo Horizonte liga Contagem, na Região Metropolitana, à capital mineira. São 28,1 quilômetros de extensão e 19 estações para passageiros. Serão feitas melhorias na parte já operacional da linha férrea, além da ampliação para a estação de integração Novo Eldorado. Já a Linha 2 ligará o Bairro Calafate à região do Barreiro, ambos em Belo Horizonte.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: O Governo Federal vai investir dois bilhões e oitocentos milhões de reais para ampliar o metrô de Belo Horizonte, em Minas Gerais. O valor foi definido durante reunião nesta quarta-feira, 25 de agosto, entre os Ministérios do Desenvolvimento Regional, o MDR, e da Infraestrutura com o governo mineiro.

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, destaca a importância do acordo entre os governos federal e estadual para que as obras possam ser iniciadas.

SONORA 
"Entendendo a necessidade de fazer uma valoração dessa importante ferramenta, que é o metrô da Região Metropolitana de Belo Horizonte. Chegou aí a um bom termo, a necessidade de termos essa associação, essa parceria com o governo do estado. Quem vai ganhar com isso é o povo de Minas e, em especial, da Região Metropolitana."

LOC: Os investimentos totais podem superar três bilhões e setecentos milhões de reais. Neste valor, estão contabilizados aportes da União, do governo mineiro e de receitas da futura concessão do metrô.

Esse recurso faz parte do processo de desestatização da Companhia Brasileira de Trens Urbanos, a CBTU, em Belo Horizonte. A empresa é vinculada ao MDR e foi qualificada para ser concedida à iniciativa privada pelo Programa de Parcerias de Investimentos, o PPI.

Na avaliação do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o investimento do Governo Federal vai atender a uma urgência da capital mineira.

SONORA 
"Era necessário trazer também o investimento para Minas Gerais e nada melhor do que o metrô, que vai resolver um problema de mobilidade."

LOC: Segundo o governador de Minas, Romeu Zema, os investimentos no metrô vão ajudar a colocar Belo Horizonte no mesmo patamar de outras grandes cidades brasileiras na questão da mobilidade urbana.

SONORA
"O que nós temos hoje, de metrô, é algo ínfimo, se comparado a outras cidades do mesmo porte. Então, é uma obra que está vindo com décadas de atraso, mas o importante é que está vindo, que será concretizada."

LOC: Para saber mais sobre ações de mobilidade urbana do Governo Federal, acesse mdr.gov.br.

Reportagem, Vicente Melo