Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Foto: José Paulo Lacerda

RN: Moradores de Natal representarão Brasil na WorldSkills, maior torneio de educação profissional do mundo

Torneio será disputado na Rússia nesta semana e reúne competidores de mais de 60 países


Após oito meses de preparação, o paraense Raimundo Nonato Luz Farias, de 21 anos, garante estar confiante para a WorldSkills 2019. Ele será um dos 63 brasileiros na maior competição de educação profissional do mundo. Radicado em Natal desde 2017, ele concluiu o curso de Técnico em Mecânica Industrial no Centro de Tecnologia do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER) do SENAI, em 2018.

A formação, conta Raimundo, lhe deu familiaridade com instalações hidráulicas e tubulações. A partir daí, o jovem resolveu competir na área. Na última Olimpíada do Conhecimento, ocorrida no ano passado, levou a primeira colocação nas etapas estadual e nacional – o que garantiu vaga na delegação brasileira na WorldSkills.

Na Rússia, Raimundo terá que simular uma instalação doméstica de tubulações e sistemas de água quente e água fria, sistema de esgoto, gás e sistemas de aquecimento. “Nós recebemos um projeto com todos os sistemas e precisamos cumpri-lo em um tempo determinado”, explica.
Além dele, outro morador de Natal também participará do torneio. Gustavo Felipe Almeida Carlos competirá na modalidade de Serviço de Restaurante.

Preparação

Raimundo, Gustavo e os outros 61 jovens que vão representar o Brasil em Kazan passaram por treinamento que começou em janeiro e durou seis meses. Todos os integrantes realizaram atividades voltadas para a preparação física, técnica e emocional, de acordo com sua modalidade.  
“Estou bem confiante e bem preparado, pois tive uma equipe de treinadores muito capacitada. Estou bem feliz também, por ter conseguido essa vaga e poder representar meu país e o  SENAI da melhor forma possível”, conta Raimundo.

O líder de equipe da delegação brasileira na WorldSkills, Marcelo Mendonça, conta que a adaptação é fundamental para o sucesso dos estudantes no torneio. “Tivemos encontro de toda delegação, de competidores, para eles se integrarem, todos juntos, porque essa integração passa uma segurança maior, mostram que eles não estão sozinhos, estão com uma equipe”, ressalta Mendonça.

A competição

Realizada a cada dois anos, a WorldSkills é a maior competição de educação profissional do mundo. Neste ano, o torneio será disputado entre os dias 22 e 27 de agosto em Kazan, na Rússia. Jovens de até 25 anos de países das Américas, Europa, Ásia, África e Pacífico Sul disputam modalidades relacionadas a profissões técnicas da indústria e do setor de serviços. Os competidores precisam demonstrar habilidades individuais e coletivas para responder aos desafios de suas ocupações dentro de padrões internacionais de qualidade.

A melhor participação brasileira na história do campeonato foi em São Paulo, em 2015, com 27 medalhas conquistadas, resultado que rendeu o 1º lugar geral. Em 2017, em Abu Dhabi, a delegação manteve o país no pódio, quando terminou em segundo lugar geral com 15 medalhas. 
 

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: Após oito meses de preparação, o paraense Raimundo Nonato Luz Farias, de 21 anos, garante estar confiante para a WorldSkills 2019. Ele será um dos 63 brasileiros na maior competição de educação profissional do mundo. Radicado em Natal desde 2017, ele concluiu o curso de Técnico em Mecânica Industrial no Centro de Tecnologia do Gás e Energias Renováveis do SENAI, em 2018.

A formação, conta Raimundo, lhe deu familiaridade com instalações hidráulicas e tubulações. A partir daí, o jovem resolveu competir na área. Na última Olimpíada do Conhecimento, ocorrida no ano passado, levou a primeira colocação nas etapas estadual e nacional – o que garantiu vaga na delegação brasileira na WorldSkills.

Na Rússia, Raimundo terá que simular uma instalação doméstica de tubulações e sistemas de água quente e água fria, sistema de esgoto, gás e sistemas de aquecimento.

“Nós recebemos um projeto com todos os sistemas e precisamos cumpri-lo em um tempo determinado.”

LOC: Além de Raimundo, outro morador de Natal também participará do torneio. Gustavo Felipe Almeida Carlos competirá na modalidade de Serviço de Restaurante.Eles e outros 61 jovens que vão representar o Brasil em Kazan passaram por treinamento que começou em janeiro e durou seis meses. Todos os integrantes realizaram atividades voltadas para a preparação física, técnica e emocional, de acordo com sua modalidade. 

O líder de equipe da delegação brasileira na WorldSkills, Marcelo Mendonça, conta que a adaptação é fundamental para o sucesso dos estudantes no torneio.

“Tivemos encontro de toda delegação, de competidores, para eles se integrarem, todos juntos, porque essa integração passa uma segurança maior, mostra que eles não estão sozinhos, estão com uma equipe.”

LOC.: Realizada a cada dois anos, a WorldSkills é a maior competição de educação profissional do mundo. Jovens de até 25 anos de países das Américas, Europa, Ásia, África e Pacífico Sul disputam modalidades relacionadas a profissões técnicas da indústria e do setor de serviços. Os competidores precisam demonstrar habilidades individuais e coletivas para responder aos desafios de suas ocupações dentro de padrões internacionais de qualidade.

A melhor participação brasileira na história do campeonato foi em São Paulo, em 2015, com 27 medalhas conquistadas, resultado que rendeu o 1º lugar geral. Em 2017, em Abu Dhabi, a delegação manteve o país no pódio, quando terminou em segundo lugar geral com 15 medalhas.
 

Reportagem, Israel Medeiros