Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

ESPECIAL SAÚDE DA MULHER: Existem vacinas para cada faixa etária

Existe um ditado popular que é assim: “Melhor prevenir do que remediar”! E ele se aplica perfeitamente à vacinação.

Salvar imagemTexto para rádio

E ele se aplica perfeitamente à vacinação. Muitas doenças comuns no Brasil e no mundo deixaram de ser um problema de saúde pública por causa da vacinação correta. E, nesse caso, as mulheres precisam ficar atentas ao calendário de vacinação para se proteger, como explica a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti.  

“Tomar vacina, mulheres, é a melhor maneira de se proteger de uma variedade doenças graves e, principalmente, das suas complicações que podem levar à internação e a morte. Atualmente o Ministério da Saúde disponibiliza vacina para todas as idades das mulheres, a começar das nossas crianças com vacinas importantíssimas como aquela que se dá no dia que a criança nasce. Depois quando essa criança cresce, ela vai ter uma série de vacinas destinadas às nossas adolescentes meninas”.

Em relação à faixa etária, é preciso compreender que não são apenas as crianças e adolescentes que têm de tomar algum tipo de vacina. É o que afirma a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti.  

“E para a adulta também! Geralmente a mulher acha que vacina é coisa dos seus filhos, que não é importante para ela, mas é importante sim tá! Mulher adulta tem que estar com a sua caderneta de vacinação em dia e, principalmente, para cuidar da sua saúde ela tem que estar com seu calendário de vacinação em dia. E ao envelhecer, a gente espera que essas mulheres já cheguem à idade avançada com seu calendário e dia”.

Todas as mulheres em qualquer idade têm recomendação de se vacinarem contra doenças específicas. Algumas dessas doenças só podem ser evitadas por meio da vacinação. Para saber mais acesse saúde.gov.br/vacinação.

 

Fonte: Brasil 61

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

Existe um ditado popular que é assim: “Melhor prevenir do que remediar”! E ele se aplica perfeitamente à vacinação. Muitas doenças comuns no Brasil e no mundo deixaram de ser um problema de saúde pública por causa da vacinação correta. E, nesse caso, as mulheres precisam ficar atentas ao calendário de vacinação para se proteger, como explica a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti.  

 

“Tomar vacina, mulheres, é a melhor maneira de se proteger de uma variedade doenças graves e, principalmente, das suas complicações que podem levar à internação e a morte. Atualmente o Ministério da Saúde disponibiliza vacina para todas as idades das mulheres, a começar das nossas crianças com vacinas importantíssimas como aquela que se dá no dia que a criança nasce. Depois quando essa criança cresce, ela vai ter uma série de vacinas destinadas às nossas adolescentes meninas”.

Em relação à faixa etária, é preciso compreender que não são apenas as crianças e adolescentes que têm de tomar algum tipo de vacina. É o que afirma a coordenadora substituta do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Ana Goretti.  

“E para a adulta também! Geralmente a mulher acha que vacina é coisa dos seus filhos, que não é importante para ela, mas é importante sim tá! Mulher adulta tem que estar com a sua caderneta de vacinação em dia e, principalmente, para cuidar da sua saúde ela tem que estar com seu calendário de vacinação em dia. E ao envelhecer, a gente espera que essas mulheres já cheguem à idade avançada com seu calendário e dia”.

Todas as mulheres em qualquer idade têm recomendação de se vacinarem contra doenças específicas. Algumas dessas doenças só podem ser evitadas por meio da vacinação. Para saber mais acesse saúde.gov.br/vacinação.