MINAS GERAIS: Apenas 29% da população mais vulnerável à gripe se vacinou contra a doença

Salvar imagem

REPÓRTER: Faltam menos de 20 dias para o fim da Campanha Nacional de Vacinação Contra Gripe, mas em Minas Gerais apenas um milhão e trezentos mil brasileiros procuraram os postos de saúde. Por todo o estado, esse número representa 29% do público-alvo que é formado por pouco mais de quatro milhões de pessoas consideradas mais vulneráveis para complicações da gripe. Neste ano, o Ministério da Saúde adquiriu 60 milhões de doses da vacina, garantindo estoque suficiente para a vacinação em todo o país. A meta é vacinar 90% do público prioritário até o dia 26 de maio, quando termina a campanha. A coordenadora do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues, explica a importância de ir ao posto de saúde se vacinar.

 

SONORA: Coordenadora nacional de Imunizações do Ministério da Saúde, Carla Domingues.

“O objetivo dessa vacinação e a prevenção da complicação advinda da gripe. Então são as pneumonias, os problemas respiratórios, que fazem com que as pessoas ao ter um quadro gripal, tenham essas complicações, aumentem as internações e, consequentemente, os óbitos. Então esse é o nosso objetivo, reduzir as complicações e os óbitos contra influenza”.

 

REPÓRTER: Desde o dia 17 de abril, a vacina contra a gripe está disponível nos postos de vacinação para crianças de seis meses até cinco anos incompletos; pessoas com 60 anos ou mais; trabalhadores de saúde; povos indígenas; gestantes, mulheres até 45 dias após o parto; população privada de liberdade; funcionários do sistema prisional, pessoas que têm doenças crônicas não transmissíveis ou com outras condições clínicas especiais, além dos professores, que são a novidade deste ano. Para saber mais acesse www.saude.gov.br.

 

Reportagem, Janary Damacena.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.