MALTA (PB): Município deve priorizar ações de combate ao Aedes Aegypti

Salvar imagem

REPÓRTER: Malta precisa reforçar as ações de combate ao Aedes aegypti. O Ministério da Saúde classificou o município como prioritário no enfretamento ao mosquito que transmite a dengue, o Zika vírus e a febre chikungunya.  Em toda a Paraíba já foram notificados quase 24 mil e quinhentos casos de dengue, sendo 20 mortes confirmadas pela doença. Ainda segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta semana, a febre chikungunya responde por pouco mais de dois mil e quinhentos casos, enquanto que de Zika foram 1.770 casos. O mosquito se reproduz com facilidade, por isso é preciso investir um pouco de tempo toda semana para eliminar os criadouros. O Secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Antônio Nardi, lembra os cuidados que precisam ser tomados pela população de Malta que no ano já notificou 385 casos de dengue.
 
SONORAAntonio Nardi, secretário de vigilância em saúde do Ministério da Saúde
 
“O mosquito Aedes aegypti tem uma capacidade muito rápida de proliferação e consegue colocar os seus ovos em qualquer lugar com pequenas quantidades de água. Os ovos tem duração de até quatrocentos e cinquenta dias. Por isso, elimine totalmente da sua casa, do ambiente do trabalho, do ambiente do convívio social todo e qualquer recipiente que possa no futuro juntar água parada. Vistorie a sua casa e fique atento a todos os lugares que podem se tornar criadouros do mosquito. Envolva também seus colegas e ações de combate ao mosquito para que não deixemos ele nascer, sobretudo, porque o aedes é mais ativo durante o dia, período em que a maioria das pessoas está no seu trabalho”.
 
REPÓRTER: Não deixe para depois, faça sua parte e elimine os criadouros do mosquito. Se for necessário, peça ajuda da secretaria de saúde da cidade. Para conhecer dicas de como combater o mosquito, acesse o site: combateaedes.saude.gov.br
 
Reportagem, William Nascimento
 
 

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.