LAVA JATO: STF manda libertar empreiteiros envolvidos no “Petrolão”

Os empresários soltos são acusados de combinação de preços e fraudes em licitações da Petrobras

Salvar imagem

REPÓRTER: Os empreiteiros presos durante a sétima fase da Operação Lava Jato da Polícia Federal deixaram a cadeia, nesta quarta-feira, para cumprir prisão domiciliar. Os nove condenados são investigados por participar de um suposto clube que, segundo investigações do Ministério Público Federal, combinava preços e fraudava licitações da Petrobras. A decisão de soltar os executivos foi tomada pelo Supremo Tribunal Federal. Entre os beneficiados com a decisão do STF estão Ricardo Pessoa, da UTC Engenharia e José Aldemário Pinheiro, Mateus Coutinho, Agenor Magalhães e José Ricardo Nogueira, da OAS Construtora. Além disso, foram soltos,  Gerson Almada, vice-presidente da Engevix; Sérgio Cunha, da Mendes Junior Engenharia; Erton Medeiros da Galvão Engenharia e João Ricardo Auler, presidente do Conselho de Administração da Construtora Camargo Corrêa.
 
Reportagem, Sara Rodrigues

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.