Cadastro de mídia

TERMO DE USO E PARCERIA

TERMO DE USO E PARCERIA

Regras de Uso

1º - A utilização gratuita e livre dos materiais produzidos pelo Brasil 61 só será permitida depois que este termo de parceria for aceito pelo usuário, prevendo as seguintes regras:

a) A utilização do material - na íntegra, ou em partes - só será permitida desde que as informações não sejam distorcidas, manipuladas ou alteradas.

b) Não é necessário a identificação do Brasil 61 na hora da replicação do conteúdo. Mas toda e qualquer veiculação de áudios produzidos pelo Brasil 61 prevê o cadastro no site, com a disponibilização de dados que serão utilizados para a organização do mailing desta empresa,

2º - OBRIGAÇÕES DO BRASIL 61

a) O Brasil 61 se compromete, a partir deste termo de uso, a produzir conteúdo particularizado diariamente, trazendo informações de dia-a-dia e bastidores do Planalto Central, além de outras temáticas de relevância do noticiário nacional. 

b) O acesso ao conteúdo jornalístico (na versão de leitura) é livre e gratuito, podendo ser replicado por qualquer usuário que acesse o site. O download do áudio para que seja utilizado na programação das rádios requer que o radialista realize o login no site da Agência do Rádio - informando e-mail e senha cadastrados. 

3º - OBRIGAÇÕES DOS COMUNICADORES PARCEIROS

Não alterar o sentido dos materiais, ou distorcer fala de entrevistados ou mudar a conotação das mensagens dos materiais. 

ADENDOS IMPORTANTES SOBRE A PARCERIA

a) O Brasil 61 poderá distribuir conteúdo patrocinado com ou sem assinatura dos clientes patrocinadores do boletim e sem aviso prévio ao comunicador. 

b) As rádios parceiras não vão ter participação financeira sobre o faturamento do Brasil 61.

c) Os comunicadores podem patrocinar os conteúdos do Brasil 61, desde que não alterem o sentido e a conotação dos conteúdos oferecidos. Nesses casos, o Brasil 61 Mais não terá participação nos lucros conquistados pelos veículos parceiros. 

Ao clicar em ACEITO, a emissora aqui cadastrada afirma concordar e estar ciente de todas as condições apresentadas neste Termo de Utilização de Conteúdo.

Governo Federal

Governo Federal inicia mais uma etapa para construção da Rota Bioceânica

DNIT publicou edital para empresa que vai elaborar estudos e projetos básicos e engenharia do Contorno Rodoviário Norte, em Porto Murtinho (MS)

Salvar imagemTexto para rádio

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) publicou, na última segunda-feira (29), um edital de licitação para contratar empresa que elabore estudos e projetos básicos e executivo de engenharia do Contorno Rodoviário Norte em Porto Murtinho (MS). A obra vai dar acesso à Ponte Internacional da Amizade, entre o Brasil e o Paraguai, e às instalações aduaneiras para o Centro Integrado de Controle da Fronteira na rodovia BR-267.

Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a previsão é de que a obra comece em 2021 e seja entregue dois anos depois. O empreendimento deve reduzir os custos com frete e transporte, ter trafegabilidade durante todo o ano, melhorar a logística para o escoamento de bens de consumo e integrar regiões e países. Além disso, deve beneficiar as comunidades ao redor do corredor, ao gerar emprego e renda à população local. 

A obra é mais uma etapa da Rota Bioceânica, um corredor rodoviário com 2.396 quilômetros, que vai ligar o litoral brasileiro aos portos de Antofagasta e Iquique, no Chile, passando pela Argentina e Paraguai. Com o funcionamento do corredor, os produtos brasileiros vão poder ser exportados a partir do Chile e diminuir pressão sobre o Porto de Santos, o principal meio de escoamento da produção brasileira para o mercado externo.

Depois de estar em funcionamento, o trajeto deve diminuir em 14 dias o prazo para importação e exportação de produtos para a Ásia e a Oceania.

Fonte: Brasil 61

Continue Lendo





Receba nossos conteúdos em primeira mão.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) publicou, na última segunda-feira (29), um edital de licitação para contratar empresa que elabore estudos e projetos básicos e executivo de engenharia do Contorno Rodoviário Norte em Porto Murtinho (MS). A obra vai dar acesso à Ponte Internacional da Amizade, entre o Brasil e o Paraguai, e às instalações aduaneiras para o Centro Integrado de Controle da Fronteira na rodovia BR-267.

Segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a previsão é de que a obra comece em 2021 e seja entregue dois anos depois. O empreendimento deve reduzir os custos com frete e transporte, ter trafegabilidade durante todo o ano, melhorar a logística para o escoamento de bens de consumo e integrar regiões e países. Além disso, deve beneficiar as comunidades ao redor do corredor, ao gerar emprego e renda à população local. 

A obra é mais uma etapa da Rota Bioceânica, um corredor rodoviário com 2.396 quilômetros, que vai ligar o litoral brasileiro aos portos de Antofagasta e Iquique, no Chile, passando pela Argentina e Paraguai. Com o funcionamento do corredor, os produtos brasileiros vão poder ser exportados a partir do Chile e diminuir pressão sobre o Porto de Santos, o principal meio de escoamento da produção brasileira para o mercado externo.

Depois de estar em funcionamento, o trajeto deve diminuir em 14 dias o prazo para importação e exportação de produtos para a Ásia e a Oceania.

Reportagem, Felipe Moura.