Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Ajufe Mulheres abre inscrições de curso sobre assédio sexual no Judiciário

Evento acontece nos dias 3 e 6 de maio. Inscrições são abertas para profissionais e interessados no tema


Nos dias 3 e 6 de maio, das 17h às 19h, a Comissão Ajufe Mulheres, grupo da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), realiza o curso “Assédio sexual: teoria e práticas de prevenção”. Cada dia o debate terá a presença de uma convidada. A cientista política Manoela Miklos iniciará o evento e no segundo dia, será a vez da advogada e fundadora da Bastet Compliance de Gênero, Mayra Cotta.

O curso é aberto para profissionais do Judiciário e demais pessoas interessadas no tema. O objetivo é reconhecer e discutir as características do problema e, assim, construir práticas para prevenir o assédio dentro do Judiciário.

O diálogo proposto pelo curso se alinha ao objetivo buscado pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral e do Assédio Sexual, e da Discriminação no Poder Judiciário, que foi instituído pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em dezembro do ano passado. Para mais informações e local de inscrições, acesse o site da Ajufe ou CNJ.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Nos dias 3 e 6 de maio, das 17h às 19h, a Comissão Ajufe Mulheres, grupo da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), realiza o curso “Assédio sexual: teoria e práticas de prevenção”. Cada dia o debate terá a presença de uma convidada. A cientista política Manoela Miklos iniciará o evento e no segundo dia, será a vez da advogada e fundadora da Bastet Compliance de Gênero, Mayra Cotta.

O curso é aberto para profissionais do Judiciário e demais pessoas interessadas no tema. O objetivo é reconhecer e discutir as características do problema e, assim, construir práticas para prevenir o assédio dentro do Judiciário.

O diálogo proposto pelo curso se alinha ao objetivo buscado pelo Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Assédio Moral e do Assédio Sexual, e da Discriminação no Poder Judiciário, que foi instituído pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) em dezembro do ano passado. Para mais informações e local de inscrições, acesse o site da Ajufe ou CNJ.

Reportagem, Poliana Fontenele