Foto: Arnoldo Santos/Fuham
Foto: Arnoldo Santos/Fuham

Secretaria de Saúde do Amazonas inicia ações do programa Dermato Saúde Amazonas

Valderiza Pedrosa, chefe do departamento de controle de doenças e epidemiologia da Fundação Hospitalar Alfredo da Matta (Fuham), avalia que neste primeiro momento do projeto, o intuito é que 7,5% da população geral dos municípios selecionados sejam examinadas


No estado do Amazonas, 12 municípios irão receber as equipes do Dermato Saúde Amazonas, o que vai intensificar a busca ativa e o tratamento de pacientes de hanseníase e demais Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN). O município de Presidente Figueiredo foi o primeiro a contar com a iniciativa, na última segunda-feira (12).

A iniciativa é da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), por intermédio da Fundação Hospitalar Alfredo da Matta (Fuham). A chefe do departamento de controle de doenças e epidemiologia da Fuham, Valderiza Pedrosa, expõe que a equipe é formada por diversos profissionais da saúde como enfermeiros, técnicos de enfermagem, dermatologistas, fisioterapeuras, bioquímicos e farmacêuticos.

“Então uma equipe muito profissional que vai pros municípios de acordo com a necessidade de cada município que nós fizemos a seleção. A gente vai tá realizando um monitoramento, além do diagnóstico e tratamento de pacientes com dermatose negligenciadas, a hanseníase é o nosso carro chefe e outras doenças de pele consideradas negligenciadas”, explica. 

A chefe do departamento avalia que nesse primeiro momento, o intuito é que 7,5% da população geral dos municípios selecionados sejam examinadas, para que as equipes continuem fazendo as avaliações até chegar na meta de 20% dos cidadãos examinados.

Valderiza Pedrosa explica que os municípios foram selecionados com base nos cenários epidemiológicos de cada um. “A gente faz uma avaliação que a gente chama de cenários, utilizando esses indicadores como por exemplo a taxa de detecção, contatos examinados, avaliação de incapacidade física que o município está realizando e baseado nisso, criamos esses cenários e selecionamos esses indicadores”. 

Veja Mais:

Amazonas lidera a área total com seca no Brasil em abril de 2023

Ministério da Educação lança programa de alfabetização voltado às crianças

 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: No estado do Amazonas, 12 municípios irão receber as equipes do Dermato Saúde Amazonas, o que vai intensificar a busca ativa e o tratamento de pacientes de hanseníase e demais Doenças Tropicais Negligenciadas (DTN). O município de Presidente Figueiredo foi o primeiro a contar com a iniciativa, na última segunda-feira (12).

A iniciativa é da Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), por intermédio da Fundação Hospitalar Alfredo da Matta (Fuham). A chefe do departamento de controle de doenças e epidemiologia da Fuham, Valderiza Pedrosa, expõe que a equipe é formada por diversos profissionais da saúde como enfermeiros, técnicos de enfermagem, dermatologistas, fisioterapeuras, bioquímicos e farmacêuticos.
 

TEC./SONORA:  Valderiza Pedrosa - chefe do departamento de controle de doenças e epidemiologia da Fuham

“Então uma equipe muito profissional que vai pros municípios de acordo com a necessidade de cada município que nós fizemos a seleção. A gente vai tá realizando um monitoramento, além do diagnóstico e tratamento de pacientes com dermatose negligenciadas, a hanseníase é o nosso carro chefe e outras doenças de pele consideradas negligenciadas.”
 


LOC.: Valderiza Pedrosa explica que os municípios foram selecionados com base nos cenários epidemiológicos de cada um.

TEC./SONORA: Valderiza Pedrosa - chefe do departamento de controle de doenças e epidemiologia da Fuham

“A gente faz uma avaliação que a gente chama de cenários, utilizando esses indicadores como por exemplo a taxa de detecção, contatos examinados, avaliação de incapacidade física que o município está realizando e baseado nisso, criamos esses cenários e selecionamos esses indicadores.”   
 


LOC.: A chefe do departamento avalia que nesse primeiro momento, o intuito é que 7,5% da população geral dos municípios selecionados sejam examinadas, para que as equipes continuem fazendo as avaliações até chegar na meta de 20% dos cidadãos examinados.