Foto: MDR/divulgação
Foto: MDR/divulgação

SANEAMENTO BÁSICO: MDR repassa R$ 17,8 milhões para continuidade de obras em sete estados

Recursos serão destinados a obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário, saneamento integrado e manejo de águas pluviais


O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), vai repassar mais R$ 17,8 milhões para a continuidade de obras de saneamento básico em sete estados brasileiros. As intervenções ocorrerão na Bahia, Piauí, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

“Nós sabemos o benefício que o tratamento de água, de esgotos, a canalização adequada dos córregos propicia às cidades. Então, estamos fazendo todo o esforço para que não haja nenhuma interrupção do cronograma físico-financeiro dessas obras”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho. “Esperamos brevemente concluir essas estruturas e que elas sirvam à população”, completa.

O maior repasse será destinado à cidade de Floriano, no Piauí, que contará com R$ 10,06 milhões para as obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário do município. O aporte será feito por meio de um Termo de Execução Descentralizada (TED) firmado com a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), instituição vinculada ao MDR.

Outros R$ 5,93 milhões serão repassados para o prosseguimento da construção de reservatórios de controle de cheias no Córrego Aricanduva, em São Paulo (SP).


Por sua vez, Vilhena, em Rondônia, contará com R$ 721,8 mil para o prosseguimento da implantação do sistema de esgotamento sanitário do município. Já Pelotas, no Rio Grande do Sul, receberá investimentos federais de R$ 707,9 mil para intervenções de captação, adução e tratamento de água.

Em Santa Catarina, a cidade de Joinville contará com R$ 381,5 mil, que serão utilizados na implantação da rede coletora de esgoto nas Bacias 8.1 e 9.

Para Aracaju, em Sergipe, serão destinados R$ 50,8 mil para as obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário da Zona Norte. Por fim, Lauro de Freitas, na Bahia, receberá R$ 31,8 mil, que serão aplicados em obras de saneamento integrado do bairro Quintas do Picuaia.


Investimentos em 2022


Desde janeiro deste ano, já foram empenhados R$ 204,4 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) e repassados R$ 139,5 milhões para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo País. Outros R$ 167 milhões foram pagos para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Atualmente, a carteira de obras e projetos da Pasta no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.090 empreendimentos, somando um total de R$ 41,7 bilhões, sendo R$ 24,7 bilhões de financiamentos e R$ 17 bilhões de Orçamento Geral da União.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC: O Ministério do Desenvolvimento Regional, o MDR, vai repassar quase 18 milhões de reais para a continuidade de obras de saneamento básico nos estados da Bahia, Piauí, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe.

O maior repasse será destinado à cidade de Floriano, no Piauí, que contará com mais de 10 milhões de reais para as obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário do município. O aporte será feito pela Codevasf, a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba.

Para a cidade de São Paulo, serão repassados quase seis milhões de reais para a construção de reservatórios de controle de cheias no Córrego Aricanduva.

Já em Rondônia, o município de Vilhena contará com mais de 720 mil reais para a implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. 

No Rio Grande do Sul, a cidade de Pelotas vai receber mais de 700 mil reais para obras de captação, adução e tratamento de água.

Em Santa Catarina, a cidade de Joinville terá acesso a mais de 380 mil reais para implantação da rede coletora de esgoto nas Bacias 8.1 e 9.

Para Aracaju, em Sergipe, serão destinados mais de 50 mil reais para a ampliação do sistema de esgotamento sanitário da Zona Norte.

Por fim, Lauro de Freitas, na Bahia, receberá mais de 30 mil reais, para obras de saneamento integrado do bairro Quintas do Picuaia.

O ministro Rogério Marinho destaca os efeitos positivos do uso de recursos federais no setor.

SONORA ROGÉRIO MARINHO 
“Nós sabemos o benefício que o tratamento de água, de esgotos, a canalização adequada dos córregos propicia às cidades. Então, nós estamos fazendo todo o esforço para que não haja nenhuma interrupção do cronograma físico-financeiro dessas obras”

LOC: Para saber mais sobre as ações do Governo Federal em Saneamento Básico, acesse mdr.gov.br.

Reportagem, Manuela Rolim