Foto: Arquivo/MTur
Foto: Arquivo/MTur

Salão Nacional do Turismo supera expectativa de público e recebe mais de 37 mil visitantes

Além de conhecer experiências turísticas, público pôde participar de cortejos culturais, palestras e oficinas gastronômicas

ÚLTIMAS SOBRE TURISMO


Mais de 37 mil pessoas puderam conhecer um pouco mais cada canto do Brasil, e ver de perto todo o potencial turístico e cultural do país. Assim chegou ao fim a 7ª edição do Salão Nacional do Turismo, que durante três dias encantou o público com muitas manifestações culturais, gastronomia, palestras, shows musicais e todos os principais produtos turísticos dos estados.

O ministro do Turismo, Celso Sabino comemorou os resultados. “Resgatamos, depois de 12 anos, essa grande festa do turismo nacional. Estamos mostrando ao Brasil e ao mundo como o nosso setor é pujante e forte, e esse Salão veio celebrar isso. Seguiremos juntos construindo o turismo pelo Brasil, e em 2024 vamos avançar muito mais”, celebrou.

Um dos destaques foi a participação expressiva de expositores, que apresentaram uma ampla gama de destinos, serviços e produtos relacionados ao turismo. Foram 758 experiências, desde representantes de destinos turísticos tradicionais até os que trouxeram as inovações no setor.

As cinco regiões do Brasil estiveram no evento, promovendo suas belezas naturais, culturais e históricas. Os 26 estados e o Distrito Federal trouxeram a combinação do que há de melhor para a formação da cultura de viagens no Brasil.

Autoridades nacionais, internacionais e do trade turístico também marcaram presença no Salão. Foram mais de mil representantes, desde parlamentares, como o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, secretários estaduais e municipais de turismo, prefeitos, embaixadores, além da representação da Organização Mundial do Turismo (OMS), com o secretário-geral da entidade, Zurab Pololikashvili.

O reconhecimento pelas melhores práticas desempenhadas em prol do desenvolvimento do setor teve espaço no Salão. Foram mais de 50 reconhecimentos no Prêmio Nacional do Turismo, incluindo finalistas e vencedores, nos eixos profissionais e iniciativas de destaques.

O Salão proporcionou, ainda, um ambiente propício para a troca de experiências e novas parcerias. Com 14 atividades do Núcleo de Conhecimento, entre oficinas, palestras, reuniões, painéis e mesas redondas, o público pôde discutir temas relevantes para o cenário atual do turismo, com questões como sustentabilidade, novas tendências e qualificação profissional, por exemplo.

E nessa grande celebração do turismo não poderia faltar as manifestações culturais. Grupos regionais, música e danças típicas de todo o Brasil circularam em cortejos e apresentações nos palcos do Salão. Foram 27 grupos e três grandes shows que animaram a galera.

Para deixar tudo isso de pé, uma grande equipe estava nos bastidores fazendo o Salão acontecer. Foram 98 profissionais, entre servidores do Ministério do Turismo, colaboradores, terceirizados e voluntários que trabalharam arduamente para fazer o turismo brilhar.

Promovido pelo Ministério do Turismo o evento contou com a fundamental parceria da Secretaria de Turismo do Distrito Federal, da Embratur, do Banco do Brasil, da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), do SESC, do SENAC e do Sebrae Nacional que ajudaram a construir a maior vitrine do turismo nacional.

O evento finaliza cumprindo a missão de trazer de volta o turismo brasileiro para os holofotes do país e já com a expectativa da próxima edição, que acontecerá no segundo semestre do ano que vem.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O Salão Nacional do Turismo, realizado de 15 a 17 de dezembro, em Brasília (DF), permitiu que mais de 37 mil visitantes pudessem conhecer um pouco mais de cada canto do Brasil e ver de perto todo o potencial turístico e cultural do país.

Retomado após 12 anos, o evento promovido pelo Ministério do Turismo, que superou as expectativas de público, trouxe para a capital federal experiências e roteiros turísticos das cinco regiões do Brasil, reunindo quase 760 expositores.

A programação também contou com várias palestras e debates sobre assuntos relacionados ao turismo, além de atrações artísticas, gastronômicas e musicais.

O ministro do Turismo, Celso Sabino, comemorou os resultados da feira.

TEC/SONORA: Ministro do Turismo, Celso Sabino

“Retomamos o Salão Nacional do Turismo aqui em Brasília, no Estádio Mané Garrincha. Trouxemos todos os principais atrativos do Brasil, além da nossa cultura diversa, além da deliciosa culinária dos quatro cantos do nosso país, e tivermos a oportunidade de receber nesse Salão mais de 37 mil visitantes”.

LOC.: O Salão expôs, ainda, diversos segmentos da produção associada ao turismo, como o artesanato e a agricultura familiar.

O ministro do Turismo ressaltou que o evento marca o encerramento de um ano de vários avanços no setor.

Entre eles, a abertura, no Rio de Janeiro (RJ), do primeiro Escritório da Organização Mundial do Turismo, a OMT, nas Américas e no Caribe, e o lançamento do programa “Conheça o Brasil: Voando”, uma parceria do governo federal com empresas aéreas para facilitar a realização de viagens no país.

Celso Sabino agradeceu a colaboração dos servidores e parceiros do Ministério do Turismo para o fortalecimento do ramo e garantiu empenho por mais avanços em 2024.

TEC/SONORA: Ministro do Turismo, Celso Sabino

“São importantes conquistas, que quero aqui agradecer a cada servidor e a cada parceiro que têm nos ajudado a fazer o que o turismo merece ser. E ainda há muitos desafios pela frente. Vamos ter 2024 de muito trabalho, muita garra e muita determinação, para colocar o Brasil aonde ele merece estar no patamar turístico mundial”.

LOC.: O Salão Nacional do Turismo também marcou a entrega do Prêmio Nacional do Turismo 2023, um reconhecimento do Ministério do Turismo às melhores práticas e talentos do setor.

A feira reuniu diversas autoridades nacionais einternacionais, como o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, e o secretário-geral da OMT, Zurab Pololikashvili, além de secretários estaduais e municipais de Turismo, prefeitos e embaixadores, entre outros.

O Salão, que já tem uma nova edição marcada para o segundo semestre de 2024, foi organizado neste ano em parceria com a Secretaria de Turismo do Distrito Federal, a Embratur, o Banco do Brasil, a Financiadora de Estudos e Projetos, a FINEP, o SESC, o SENAC e o Sebrae.