Foto: Dr. Ajuda. Reprodução/YouTube
Foto: Dr. Ajuda. Reprodução/YouTube

Prótese de mama: quais opções e o que pergutar ao médico

Neste episódio, o cirurgião plástico Dr. Alexandre Siqueira dará mais detalhes sobre o assunto

Salvar imagem

A prótese de mama é como se fosse um saquinho de silicone, contendo gel e silicone dentro.  Esses saquinhos tem múltiplas camadas que dão enormes resistências para os implantes e permitam que eles sejam esticados ou comprimidos sem que eles se rompam.

Um outro detalhe é que o gel que preenche as próteses são coesivos, ou seja, parece uma gelatina, que mesmo  quando cortado por um instrumento cortante, permanece coeso, junto, sem escorrer ou espalhar pelo corpo. Existem diversos tipos de prótese. Elas podem variar de acordo com formato (redondas, ovais, gota...), tamanhos e texturas, Todos esses fatores devem ser considerados para definição de qual a melhor prótese para  cada mulher.

 

A prótese pode sofrer rejeição?

Rejeição é um termo utilizado quando num transplante de órgãos, o corpo desencadeia uma reação imunológica contra o órgão transplantado. Então não é o termo mais correto para se falar de prótese de mama. No caso das próteses, o que pode ocorrer é uma infecção no local do implante da prótese e pode ser necessário retirar o implante para tratamento dessa infecção.


E onde a prótese é colocada? A mama é uma glândula composta por várias unidades produtoras de leite e seus ductos que drenam para o mamilo. A prótese de mama pode ser colocada atrás da musculatura ou acima dela. Não existe uma incisão ou um plano que seja melhor. Cabe ao cirurgião qual o melhor método a ser utilizado conforme a indicação de cada paciente.

Dúvidas comuns:

  1. A prótese de mama pode atrapalhar na amamentação? Como a prótese é colocada por trás da glândula, não existe interferência da cirurgia na produção ou ejeção do leite.
  2. A prótese de mama pode atrapalhar na detecção de câncer?  Existem exames de imagem atualmente disponíveis para investigação de câncer de mama conseguem avaliar muito bem as mamas com próteses. 
  3. Quanto tempo dura uma prótese? Próteses de mama não tem data de validade, portanto não tem uma data ou um prazo em que tenham que obrigatoriamente ser trocadas. A principal indicação de troca de próteses é por perda de resultado estético, ou seja, com o passar dos anos os tecidos mamários ficam mais flácidos e perdem sustentação, sendo necessária uma cirurgia para corrigir essa flacidez, e na ocasião também se trocam as próteses.
  4. Posso escolher qualquer volume de prótese? Volume do implante é o resultado final de uma avaliação de vários parâmetros e medidas da paciente. São levados em conta altura da paciente, tamanho do tórax, tamanho da base da mama, sobra de pele existente, posição da mama no tórax. Depois dessa avaliação é determinado um volume máximo que “cabe” na paciente.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.