Marcelo Camargo/Agência Brasil
Marcelo Camargo/Agência Brasil

PI: governo federal aprova até R$ 152,8 milhões para telecomunicações

Ministério das Comunicações (MCom) aprovou a emissão de quantia em debêntures incentivadas para investimento em infraestrutura no setor das telecomunicações no Piauí, que tem um dos menores índices de conectividade


O governo federal aprovou a emissão de até R$ 152,8 milhões para as telecomunicações no Piauí. A quantia destinada pelo Ministério das Comunicações (MCom) em debêntures incentivadas será utilizada para o investimento em infraestrutura no setor das telecomunicações no estado, que tem um dos menores índices de conectividade do Nordeste. 

As debêntures são uma espécie de empréstimo a uma empresa, e as incentivadas possuem redução ou até mesmo isenção do imposto de renda, servindo como um meio de ampliar o investimento em infraestruturas de interesse público a partir da captação de recursos privados.

O projeto busca fomentar a ampliação e a modernização dos serviços de telecomunicações, para expandir o acesso à internet e a implantação de redes com tecnologias 3G, 4G e, futuramente, 5G.

Dados do último levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua) mostram que 32,7% da população do Piauí não utilizaram internet em 2019, número  abaixo da média nacional de utilização regular da internet.

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

O governo federal aprovou a emissão de até R$ 152,8 milhões para as telecomunicações no Piauí. A quantia destinada pelo Ministério das Comunicações (MCom) em debêntures incentivadas será utilizada para o investimento em infraestrutura no setor das telecomunicações no estado, que tem um dos menores índices de conectividade do Nordeste. 

As debêntures são uma espécie de empréstimo a uma empresa, e as incentivadas possuem redução ou até mesmo na isenção do imposto de renda, servindo como um meio de ampliar o investimento em infraestruturas de interesse público a partir da captação de recursos privados.

O projeto busca fomentar a ampliação e a modernização dos serviços de telecomunicações, para expandir o acesso à internet e a implantação de redes com tecnologias 3G, 4G e, futuramente, 5G.

Dados do último levantamento do IBGE mostram que 32,7% da população do Piauí não utilizaram internet em 2019, número  abaixo da média nacional de utilização regular da internet.