Foto: Arquivo/Agência Brasil
Foto: Arquivo/Agência Brasil

Pagamento do novo Bolsa Família começa na segunda-feira (20)

O benefício mantém os R$ 600 por família, com adicional de R$ 150 por criança de até seis anos


O novo Bolsa Família começa a ser pago pela Caixa Econômica Federal nesta segunda-feira (20) e vai até o dia 31 deste mês. Os depósitos do programa continuarão a ser feitos seguindo a ordem do número final do Número de Identificação Social (NIS).

Confira o calendário do pagamento:

O benefício mantém os R$ 600 por família, com adicional de R$ 150 por criança de até seis anos, um acréscimo de R$ 50 por integrante de sete a 18 anos incompletos e mulheres gestantes.

A diarista Suane Costa Lima mora no Gama (Distrito Federal) e afirma que o Programa do Bolsa Família é importante para ela, já que ajuda a pagar o aluguel e contas, como de água e luz. Ela também usa para comprar alimentos e itens essenciais para os filhos.

Quem pode receber o benefício?

Para receber o novo Bolsa Família, a família deve ter renda mensal de até R$ 218 por pessoa, além de estar cadastrada no Cadastro Único (CadÚnico). Além disso, é necessário cumprir as seguintes exigências:

  • Crianças de 4 a 5 anos devem cumprir no mínimo 60% de frequência escolar;
  • Jovens de 6 a 18 anos, e aqueles que não concluíram a educação básica, a frequência escolar mínima é de 75%;
  • Manter as carteiras de vacinação de todos os membros da família atualizadas;
  • Acompanhamento pré-natal para gestante.

De acordo com o ministro Wellington Dias, o Bolsa Família busca facilitar o acesso das famílias à saúde e à educação. Além disso, para o ministro, o programa trabalha interrompendo, muitas vezes, um ciclo histórico de pobreza para abrir uma nova oportunidade.

"Ninguém quer viver na pobreza, se alguém é rico, quer ser mais rico ainda, se alguém já está na classe média, quer melhorar a renda. Imagine os mais pobres? Esse é que quer uma oportunidade, e o bolsa família volta abrindo mais oportunidades”, disse o ministro.

Como receber?

O cadastro no Bolsa Família abre, automaticamente, uma conta digital sem custos adicionais, e o responsável pela família recebe um cartão para sacar o dinheiro mensalmente.

Cartões e senhas utilizados para o saque do Auxílio Brasil continuam sendo válidos para o recebimento do Bolsa Família.

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: O novo Bolsa Família começa a ser pago nesta segunda-feira (20) para quem tem o Número de Identificação Social, o NIS, com final 1. Os depósitos do programa vão ser feitos até o dia 31 deste mês, seguindo a ordem do NIS. O benefício mantém o valor de 600 reais por família, com adicional de 150 reais por criança de até seis anos, e um extra de de 50 reais por membros de sete a 18 anos incompletos e mulheres gestantes.

A diarista Suane Costa Lima mora no Gama (Distrito Federal) e afirma que o programa é importante para ela, já que ajuda nas despesas da família.

TEC./SONORA: Suane Costa Lima, diarista, moradora do Gama (Distrito Federal)

"Já junto, já pago aluguel, já pago água, luz. Já compro alimento e dá para comprar algo para os meus filhos."


LOC.: Para receber o benefício, a família deve ter uma renda mensal de até 218 reais por pessoa, e estar cadastrada no Cadastro Único. Ainda é necessário que membros de 4 a 18 anos mantenham uma frequência escolar. Todos precisam estar com carteiras de vacinação atualizados. Gestantes devem seguir o acompanhamento pré-natal.

De acordo com o ministro Wellington Dias, o Bolsa Família busca facilitar o acesso à saúde e educação, além de interromper ciclos históricos de pobreza para abrir novas oportunidades.
 

TEC./SONORA: Ministro Wellington Dias

"Ninguém quer viver na pobreza, se alguém é rico, quer ser mais rico ainda, se alguém já está na classe média, quer melhorar a renda. Imagine os mais pobres? Esse é que quer uma oportunidade, e o bolsa família volta abrindo mais oportunidades.”


LOC.: O cadastro no Bolsa Família abre, automaticamente, uma conta digital sem custos adicionais. O depósito é feito nessa conta, e o responsável pela família recebe um cartão para sacar o dinheiro mensalmente. Cartões e senhas utilizados para o saque do Auxílio Brasil continuam sendo válidos para quem recebe o Bolsa Família.

Reportagem, Nathália Guimarães.