Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Morre Orlando Brito aos 72 anos, um dos maiores fotojornalistas do País

Em uma carreira extensa, Brito acompanhou o dia a dia de presidentes e trouxe um olhar diferente para os personagens do poder e da economia do país. Ele também comandou um podcast no portal Brasil 61 que trazia experiências sobre a sua vida profissional.


O Brasil perdeu hoje um dos maiores nomes do fotojornalismo nacional. Orlando Brito morreu aos 72 anos por complicações após uma cirurgia no intestino. Ele estava internado na UTI do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), no Distrito Federal, há 34 dias.

Nascido em Janaúba, Minas Gerais, veio para Brasília ainda pequeno, na época da construção da cidade. E foi em meio aos prédios famosos da capital, como o Palácio da Alvorada e o Congresso Nacional, que seus cliques marcaram a história do País. 

Porém, seu trabalho era diversificado. O fotógrafo também mostrava a realidade da vida urbana, cobriu Jogos Olímpicos, Copas do Mundo, com um olhar crítico e diferenciado.

Teve passagem por importantes veículos de comunicação, como Veja, O Globo, Caras e, em 2021, colaborou com o portal Brasil 61. Ao longo dos anos, o fotógrafo criou sua própria agência, chamada de Obrito News. Ele também ministrava cursos para empresas e  faculdades. 

Podcast    

No Brasil 61, Orlando Brito cobriu diariamente os principais fatos da política de Brasília e comandou o podcast “Orlando Brito - a foto”. Em seis episódios, ele relembrou e contou as experiências que teve ao longo da carreira jornalística. 

Você pode conferir os episódios completos aqui

Continue Lendo



Receba nossos conteúdos em primeira mão.

TEC/SONORA: Orlando Brito
“Olá amigos, eu sou Orlando Brito. Fotógrafo, fotojornalista. Estou há muitos anos fotografando tudo que acontece aqui não só aqui no Brasil, mas muitas vezes no exterior. Mas, sobretudo, na chamada seara do poder, em Brasília.”
 

LOC.: O Brasil perdeu hoje um dos maiores nomes do fotojornalismo nacional. Orlando Brito morreu aos 72 anos por complicações depois de uma cirurgia no intestino. Ele estava internado na UTI do Hospital Regional de Taguatinga, no Distrito Federal, há 34 dias.

Nascido em Janaúba, Minas Gerais, veio para Brasília ainda pequeno, na época da construção da cidade. E foi em meio aos prédios famosos da capital, como o Palácio da Alvorada e o Congresso Nacional, que seus cliques marcaram a história do país. 

Porém, seu trabalho era diversificado. O fotógrafo também mostrava a realidade da vida urbana, cobriu Jogos Olímpicos, Copas do Mundo, sempre com um olhar crítico e diferenciado. Como nesse podcast do Brasil 61.
 

TEC/SONORA: Orlando Brito - fotógrafo
“Todo fotojornalista que faz cobertura de um setor da sociedade, toma como norma ter o controle visual dos personagens que desse setor tomam parte. É assim com o pessoal que trabalha com esportes, com artistas, celebridades e com políticos. Mesmo sendo uma infinidade de nomes, o fotógrafo sempre cumpre esse exercício de entrar na alma dessas pessoas. 
 

LOC.: Orlando teve passagens por importantes veículos de comunicação, como Veja, O Globo e Caras. O fotógrafo criou sua própria agência, chamada de Obrito News. Ele também ministrava cursos para empresas e  faculdades. Em 2021, Orlando Brito com o portal Brasil 61, na cobertura política diária e no podcast “Orlando Brito - a foto”. Em seis episódios, o fotógrafo relembrou e contou as experiências que teve ao longo da carreira jornalística. 

Reportagem, Rafaela Soares