Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Minas Gerais: estado ocupa a 3° posição com mais ligações pedindo socorro por violência doméstica

Segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2022 foram mais de 31 mil ligações para o 190 contra 25 mil em 2021


Minas Gerais é o terceiro estado com mais ligações pedindo socorro por violência doméstica no Brasil em 2022, segundo dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública. De acordo com o levantamento, no ano passado foram 31.908 ligações realizadas para o 190 contra 25.156, em 2021.

O levantamento ainda indica que o estado é o segundo com mais casos de feminicídio registrados. Em 2022, 171 mulheres foram mortas, registrando um aumento de 9,9% de casos em comparação ao ano de 2021 – quando 155 mulheres foram mortas.

Pensando em oferecer um acesso rápido e um diálogo efetivo entre vítimas de violência doméstica e as Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deams), a polícia civil de Minas Gerais criou ainda durante o período da pandemia o Programa Chame a Frida.

O programa consiste em um atendimento virtual, onde as mulheres conseguem fazer denúncia, tirar dúvidas, pedir orientações e até mesmo solicitar socorro, como explica a escrivã Ana Rosa.

“Sabemos que a denúncia já é algo muito penoso para a mulher, que ela já está sofrendo muito e pensando nisso a polícia civil de Minas Gerais coloca à disposição das vítimas o projeto Chame a Frida. Que nada mais é que o atendimento 24 horas por meio de WhatsApp. Ou seja, é um atendimento virtual que também pode ser levado a um atendimento pessoal em alguns casos — isso a decorrer da vontade da vítima ou da própria necessidade daquele atendimento”, explica.

Segundo a Polícia Civil, atualmente o programa está em expansão, atendendo 35 municípios, sendo o objetivo chegar ao máximo de municípios do estado de mineiro.

Municípios Atendidos pelo Programa Chame a Frida

Além das Deams, o projeto está inserido nas delegacias de Polícia Civil em Brasília de Minas, Espinosa, Francisco Sá, Grão Mogol, Januária, Janaúba, Manga, Mato Verde, Montalvânia, Monte Azul, Porteirinha, São Francisco, São João da Ponte, Varzelândia, Itacarambi, Itacambira, Taiobeiras, Salinas, Rio Pardo de Minas, São João do Paraíso, Jaíba, Mirabela, Bocaiúva e Coração de Jesus, bem como na 5ª Delegacia em Montes Claros, que atende as cidades de Itacambira, Glaucilândia, Claro dos Poções e Juramento.

Contatos

  • Deam Janaúba - (31) 99370-1333
  • Deam Januária - (31) 98494-6608
  • Deam Montes Claros - (31) 99806-6267
  • Delegacia em Brasília de Minas - (31) 98408-4214
  • Delegacia em Espinosa - (31) 98237-7072
  • Delegacia em Francisco Sá - (31) 98230-5386
  • Delegacia em Grão Mogol - (31) 98236-4383
  • Delegacia em Manga - (31) 98232-7035
  • Delegacia em Mato Verde - (31 ) 99815-2290
  • Delegacia em Montalvânia - (31) 98239-4946
  • Delegacia em Monte Azul - (31) 98230-3552
  • Delegacia em Porteirinha - (31) 98453-3297
  • Delegacia em São Francisco - (31) 97557-1444
  • Delegacia em São João da Ponte - (31) 98410-6335
  • Delegacia em Varzelândia - (31) 98231-6762
  • Delegacia em Itacarambi - (31) 99161-5426
  • Delegacia Regional em Taiobeiras - (31) 98230-4036
  • Delegacia em Salinas - (31) 98251-1386
  • Delegacia em Rio Pardo de Minas - (31) 98236-2826
  • Delegacia em São João do Paraíso - (31) 98232-4852
  • Delegacia em Jaíba - (31) 98259-4668
  • Delegacia em Mirabela - (31) 98231-4302
  • Delegacia em Bocaiúva - (31) 98235-8481
  • Delegacia em Coração de Jesus - (31) 98239-1098
  • 5ª Delegacia em Montes Claros - atende Itacambira, Glaucilândia, Claro dos Poções e Juramento - (31) 97320-0666

 
 

Receba nossos conteúdos em primeira mão.

LOC.: Minas Gerais é o terceiro estado com mais ligações pedindo socorro por violência doméstica no Brasil em 2022. De acordo com dados do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, no ano passado foram 31.908 ligações realizadas para o 190 contra 25.156, em 2021. Pensando em oferecer um acesso rápido e um diálogo efetivo entre vítimas de violência doméstica e as Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (Deams), a Polícia Civil de Minas Gerais criou o Programa Chame a Frida.

O programa consiste em um atendimento virtual, onde as mulheres conseguem fazer denúncia, tirar dúvidas, pedir orientações e até mesmo solicitar socorro, como explica a escrivã Ana Rosa.
 

TEC./SONORA: Ana Rosa, escrivã da Polícia Civil de MG

“Sabemos que a denúncia já é algo muito penoso para a mulher, que ela já está sofrendo muito e pensando nisso a polícia civil de Minas Gerais coloca à disposição das vítimas o projeto Chame a Frida. Que nada mais é que o atendimento 24 horas por meio de WhatsApp. Ou seja, é um atendimento virtual que também pode ser levado a um atendimento pessoal em alguns casos, isso a decorrer da vontade da vítima ou da própria necessidade daquele atendimento”.
 


LOC.: Além das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher, o projeto está inserido nas Delegacias de Polícia Civil em Brasília de Minas, Espinosa, Francisco Sá, Grão Mogol, Januária, Janaúba, Manga, Mato Verde, Montalvânia, Monte Azul, Porteirinha, São Francisco, São João da Ponte, Varzelândia, Itacarambi, Itacambira, Taiobeiras, Salinas, Rio Pardo de Minas, São João do Paraíso, Jaíba, Mirabela, Bocaiúva e Coração de Jesus, e na 5ª Delegacia em Montes Claros, que atende as cidades de Itacambira, Glaucilândia, Claro dos Poções e Juramento.

Reportagem, Landara Lima.